Início » Internacional » Arábia Saudita volta a atacar Iêmen após anunciar fim de operações
Iêmen

Arábia Saudita volta a atacar Iêmen após anunciar fim de operações

Após os sauditas declararem o fim da campanha de bombardeios, aviões de guerra de uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita realizaram ataques aéreos na cidade iemenita

Arábia Saudita volta a atacar Iêmen após anunciar fim de operações
Os aviões de guerra bombardearam posições Houthis durante confrontos pesados em Taiz, de acordo com uma autoridade local da cidade (Reprodução/Wikipedia)

Aviões de guerra de uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita realizaram ataques aéreos na cidade iemenita de Taiz nesta quarta-feira, 22, horas depois de as autoridades sauditas anunciarem que estavam interrompendo sua campanha de quase um mês de bombardeios contra o movimento rebelde Houthi.

Os aviões de guerra bombardearam posições Houthis durante confrontos pesados em Taiz, de acordo com uma autoridade local da cidade. Os novos ataques aéreos, combinados com relatos de combates em outras partes do país, incluindo a cidade portuária de Aden, destruíram a esperança de que o anúncio da Arábia Saudita fosse rapidamente resultar em um cessar-fogo mais amplo.

Na última terça-feira, 21, autoridades sauditas disseram que iriam parar a operação aérea porque já haviam alcançado seus objetivos, inclusive destruindo armas pesadas e mísseis pertencentes a tropas iemenitas aliadas aos Houthis. Eles tinham enfrentado a intensificação da pressão internacional para parar com os ataques aéreos que estavam matando um número crescente de civis.

Os Emirados Árabes Unidos também realizaram ataques aéreos como parte da campanha, e os Estados Unidos contribuíram com apoio logístico e de inteligência.

No entanto, a volta ao poder do presidente iemenita exilado, Abdu Rabbu Mansour Hadi, que foi expulso do poder pelos Houthis, continua sendo um dos objetivos principais dos sauditas. Na terça-feira, os sauditas disseram que iriam manter o direito de “responder a quaisquer movimentos militares dos Houthis ou seus aliados”, um possível sinal de que tinham a intenção de continuar a sua intervenção militar por outros meios, como o financiamento de tropas que representem os interesses sauditas.

Não ficou claro se os ataques representaram uma retomada da operação original, mas houve pouca evidência de mudança no combate nesta quarta-feira. Em várias áreas de Taiz, violentos confrontos eclodiram entre os Houthis e seus aliados, de um lado, e milicianos leais a Hadi do outro, de acordo com Mohamed al-Haj, um membro do conselho local. As forças Houthis continuaram a avançar, tentando capturar uma brigada militar, que declarou a sua lealdade a Hadi.

“Esperamos que todo mundo volte a dialogar para resolver e tratar todas as questões”, disse o ex-presidente Ali Abdullah Saleh, um aliado dos Houthis, a Reuters.

 

Fontes:
The New York Times-Airstrikes Hit Taiz, Yemen, After Saudi Claims of an End to the Campaign

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *