Início » Internacional » Arqueólogos encontram os brinquedos mais antigos do mundo
ARQUEOLOGIA

Arqueólogos encontram os brinquedos mais antigos do mundo

Descoberta de peças de 4,5 mil anos aconteceu na Rússia

Arqueólogos encontram os brinquedos mais antigos do mundo
Apenas as cabeças dos bonecos se mantiveram preservadas, segundo os arqueólogos (Foto: Andrei Poliakov / IIMK-RAN)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Arqueólogos da Rússia encontraram os dois brinquedos mais antigos já registrados na história. Os objetos, um boneco e um animal, foram encontrados no túmulo de uma “criança comum” (que não era membro da elite) da Idade do Bronze. As peças, que têm 4,5 mil anos, pertencem à cultura Okunev, um grupo étnico pré-histórico do sul da Sibéria. A informação foi divulgada pelo jornal Siberian Times.

Apenas as cabeças dos bonecos se mantiveram preservadas, segundo os arqueólogos. A do boneco de forma humana foi entalhada em pedra sabão, enquanto que a do animal, em chifre. A descoberta ocorreu no sítio arqueológico Itkol 2, na Cacássia, uma das repúblicas autônomas da Rússia, no extremo sul siberiano.

As peças vão para uma coleção de mais de 500 objetos já encontrados na região do povo Okunev, segundo o arqueólogo Andrei Poliakov. Ele explica que diferentemente de outros objetos já encontrados, estes parecem ter sido feitos para serem brinquedos infantis.

De acordo com Poliakov, o povo Okunev é considerado o grupo étnico mais próximo dos indígenas das Américas. Além disso, alguns especialistas acreditam que os ancestrais dos Okumev podem ter sido os primeiros humanos a povoar o continente americano, há 12,6 mil anos. Para isso, eles teriam usado embarcações primitivas para atravessar a ponte terrestre coberta de gelo que ligava a Ásia à América do Norte, conhecida como Beríngia.

Poliakov diz que as escavações vão continuar. “Esperamos fazer descobertas ainda mais raras e espetaculares, quando continuarmos a estudar esse sítio cheio de túmulos e chegarmos à tumba central”, diz o arqueólogo.

Fontes:
Estadão-Na Rússia, arqueólogos descobrem 'brinquedos mais antigos do mundo'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *