Início » Internacional » As falhas do sistema de liderança chinês
Meritocracia na China

As falhas do sistema de liderança chinês

Ocidentais que louvam a meritocracia à moda chinesa continuam a desconsiderar a questão mais importante

As falhas do sistema de liderança chinês
Para que a China crie um governo mais meritocrático é preciso desenvolvimento econômico constante (Reprodução/Michael Morgentern)

A impressionante ascensão econômica chinesa ensejou o aparecimento de um novo grupo de admiradores. A salva de palmas se tornou mais audível desde que a crise financeira global expôs as deficiências ocidentais. Thomas Friedman, colunista do The New York Times, declarou em 2009 que partes do autoritarismo chinês parecem ser mais atraentes que a disfuncional democracia americana. “A autocracia de partido único certamente tem suas desvantagens”, Friedman concedeu. “Mas quando esta é administrada por um grupo de pessoas razoavelmente esclarecido, como é o caso da China hoje, também pode haver grandes vantagens”.

Parte da crença no iluminismo chinês se baseia em uma convicção de que o sistema de liderança chinês é cada vez mais meritocrático. A cidade-estado de Cingapura fornece o modelo: limpo, eficiente e administrado por uma babá – uma meritocracia esclarecida que condensa o que costumava ser chamado de “valores asiáticos”. Kishore Mahbubani, ex-diplomata de Cingapura e decano da Faculdade Lee Kuan Yew de Políticas Públicas, tem argumentado há muito tempo que o Ocidente não sabe o que é melhor. “Longe de ser um sistema ditatorial arbitrário”, Mahbubani escreveu recentemente no Financial Times, o partido comunista pode ter logrado sucesso em criar “um sistema baseado em regras que é forte e durável, não frágil e vulnerável”. Ele sugere que esse sistema baseado em regras gerou o que é “possivelmente o melhor conjunto de líderes que a China poderia produzir”.

Mas acreditar que a virtude se manifesta em um sistema como o da China é um delírio. O governo e a sociedade chineses estão repletos de corrupção. Até mesmo a mídia oficial noticia quadros sendo promovidos devido a conexões, não mérito, e apesar da execução ocasional de funcionários corruptos, o governo tem muito pouco a fazer em relação ao problema.
Sistemas de governo “ocidentais” também têm muitas falhas. Famílias e grupos com mais dinheiro ou poder perpetuam sua influência sobre a sociedade, mas a porta sempre está aberta para pessoas talentosas, que não façam parte do grupo no poder mas que desejam obter riqueza e poder e, mais importante, para que isso possa também ser perdido. O que criará um governo mais meritocrático na China é desenvolvimento econômico constante; um movimento em direção a uma imprensa livre; educação para mais pessoas; livre competição; um sistema judiciário independente; e, no momento apropriado, um sistema político representativo.

Fontes:
The Economist-Embarrassed meritocrats

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Rene Luiz Hirschmann disse:

    Creio que existe menas corrupção na China do que nos demais países do BRICS, caso contrário não cresceriam tanto.

  2. WILSON COSTA E SILVA disse:

    O pior da corrupção é não poder combatê-la censura-la com a nossas opiniões, de que adiante o regime chinês ter essa ou aquela virtude em abundância, se falta àquele povo o mais importante a “liberadade de expressão”, por isso, a muito defendemos aqui na WEB a defesa de que as REDES SOCIAIS não podem ser controladas por ninguém, obviamente, excetuado os crimes contra o patrimônio e crimes de sangue, seja lesão corporal ou homicidío, pois, constituem o maior instrumento que a humanidade tem acesso para se apresentar, manifestar, e, exercer o sagrado direito da liberdade de expressão. Visitei a China é realmente imprensionante o “salto econômico” daquela sociedade, mas, a um preço alto, que é a liberdade. Não posso aquilitar o quanto para eles isso vale. Wil.

  3. Mauricio Fernandez disse:

    Me parece que para alguns, é mais importante um monte de papo furado, besteirol, enganação e hipocrisia do que o combate ao roubo descarado, que escraviza e assassina milhares nas filas dos hospitais e mantém milhões na mais completa ignorancia. Sagrado direito da liberdade…. sai um pouquinho da linha pra ver a “surra” de democracia que vai levar em nome do sagrado direito que não existe.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *