Início » Internacional » Ataques deixam mais de 130 mortos no Paquistão
INTERNACIONAL

Ataques deixam mais de 130 mortos no Paquistão

Segundo o Ministério de Relações Exteriores do Brasil, mais de 200 pessoas ficaram feridas

Ataques deixam mais de 130 mortos no Paquistão
O Exército do Paquistão vai mobilizar cerca de 371 mil soldados nas eleições (Foto: Shah Faisal/Twitter)

Pelo menos 133 pessoas ficaram mortas em explosões durante manifestações políticas no Paquistão, ocorridas na última sexta-feira, 13, e neste sábado, 14. Segundo o Ministério de Relações Exteriores do Brasil, mais de 200 pessoas ficaram feridas.

O Paquistão vai promover suas eleições gerais no próximo dia 25 de julho. Os atentados elevaram o medo das pessoas de que, com a proximidade do pleito, a violência aumente no país. Em 2013, nas semanas anteriores as eleições, 170 pessoas foram mortas, segundo estatísticas do Instituto de Estudos de Paz do Paquistão.

Um dos ataques ocorreu na cidade de Dringarh. De acordo com o ministro Agha Omar Bangulzai, o atentado foi feito por um “homem-bomba”. Não se sabe quem foi o responsável pelo ataque. Isso porque tanto o Estado Islâmico, quanto o Talibã paquistanês reivindicaram a autoria.

Outra explosão aconteceu na cidade de Bannu, no noroeste do país. O atentado ocorreu pouco depois de uma manifestação política. “A explosão ocorreu quando as pessoas estavam se dispersando”, afirmou um funcionário, segundo informou a Al Jazeera. Ainda segundo a fonte, a explosão foi feita através de um dispositivo explosivo implantado em uma moto. Ninguém assumiu a autoria do ataque.

Na última terça-feira, 10, um ataque suicida em Peshawar deixou 20 pessoas mortas, entre elas o político Haroon Bilour, e 69 feridos. O atentado foi reivindicado pelo Talibã paquistanês. Em 2012, o mesmo grupo já tinha reivindicado o ataque que matou o pai de Bilour, Bashir Bilour, que era um forte opositor ao Talibã.

Nas eleições, que acontecem no próximo dia 25 de julho, o Exército do Paquistão vai mobilizar cerca de 371 mil soldados, mais do que dobrando o a quantidade mobilizada em 2013. A intenção é garantir a ordem e a segurança no dia das eleições.

Fontes:
Al Jazeera-133 dead after two separate attacks on Pakistan political rallies
Reuters-Fears of more violence in Pakistan election after bomber kills 130

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *