Início » Internacional » Em um mês, ofensiva ocidental já matou 553 na Síria
Combate ao ISIS

Em um mês, ofensiva ocidental já matou 553 na Síria

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, a maioria dos mortos fazia parte do grupo extremista Estado Islâmico

Em um mês, ofensiva ocidental já matou 553 na Síria
O grupo terrorista perdeu 464 combatentes (Reprodução/Lefteris Pitarakis/AP)

Nesta quinta-feira, 23, a ONG britânica Observatório Sírio para os Direitos Humanos afirmou que 553 pessoas foram mortas na Síria pelas ofensivas da coalizão ocidental liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico (ISIS). A ação completa um mês nesta quinta-feira.

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, a maioria dos mortos fazia parte do ISIS. O grupo terrorista perdeu 464 combatentes, a maioria estrangeiros, desde o começo dos bombardeios contra seus redutos. O grupo de monitoramento observou ainda que 57 membros da Frente Nusra, ligada à rede Al Qaeda, também foram mortos nos ataques aéreos.

O Observatório apontou que o número de mortos nas fileiras do ISIS é provavelmente maior, mas é complicado contabilizar seu número real devido ao sigilo dos jihadistas sobre suas baixas e às dificuldades para chegar a algumas das zonas bombardeadas.

A coalizão internacional tem como alvo, além de bases dos jihadistas, refinarias e jazidas petrolíferas nas províncias de Al Hasaka e Deir ez Zor. Algumas estão em poder do ISIS, mas outras são administradas por civis. Os bombardeios também atingiram uma fábrica em Al Raqqah e moinhos em Aleppo e em Idlib.

A força multinacional liderada pelos EUA, que conta com o respaldo da aviação de vários países árabes como Arábia Saudita e Jordânia, bombardeia há um mês posições dos jihadistas na Síria e no Iraque.

Fontes:
O Globo-Ataques liderados pelos EUA mataram 553 na Síria

1 Opinião

  1. claudione disse:

    seus covardes voces vao pagar caro por esse genocidio, esse disagero é crime de guerra contra a humanidade, seus terroristas crueis.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *