Início » Internacional » Ateísmo, crença e perseguição: o custo da ausência de fé
religião pelo mundo

Ateísmo, crença e perseguição: o custo da ausência de fé

Pesquisa mostra que muitos países ainda prescrevem penalidades draconianas para a dissidência religiosa

Ateísmo, crença e perseguição: o custo da ausência de fé
Dezenove países punem seus cidadãos por apostasia a uma religião ou crença (Reprodução/Eyevine)

No mundo inteiro, as pessoas que rejeitam as crenças religiosas ou professam o humanismo secular enfrentam uma grande discriminação e perseguição, mas a existência e legitimidade dessas ideias estão mais disseminadas e aceitas. Essa é a conclusão perspicaz do último relatório da International Humanist and Ethical Union, uma organização de grupos seculares em quarenta países, que começou a fazer pesquisas anuais em 2012 referentes à difusão da liberdade de pensamento e consciência ao redor do mundo.

Assim como em outros relatórios sobre o tema, a pesquisa mencionou que muitos países ainda prescrevem penalidades draconianas para a dissidência religiosa, por meio de leis que excluem a blasfêmia contra as religiões predominantes ou “apostasia” ao Islã. Dezenove países punem seus cidadãos por apostasia a uma religião ou crença, e em 12 desses países essa renúncia à fé é punida com pena de morte. No Paquistão, a blasfêmia é passível de ser castigada com uma sentença de morte, cujo limiar é muito tênue. Cinquenta e cinco países (inclusive diversas nações ocidentais) têm leis contra a blasfêmia; essa ofensa pode ser punida com a prisão em 39 países e com a execução em seis.

Fontes:
The Economist-The cost of unbelief

1 Opinião

  1. helo disse:

    Discordo. Na incerteza que vivemos as pessoas procuram a fé, religiosa, ideológica ou pseudocientífica. A disputa entre fés é que é o que custa muito caro em vidas e gastos militares.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *