Início » Internacional » Autópsias confirmam uso de armas químicas em ataque na Síria
GUERRA NA SÍRIA

Autópsias confirmam uso de armas químicas em ataque na Síria

Informação foi revelada pelo ministro turco da Justiça

Autópsias confirmam uso de armas químicas em ataque na Síria
ONG informou que 72 pessoas morreram no ataque (Fonte: Reprodução/AFP)

O ministro da Justiça da Turquia, Bekir Bozdag, afirmou nesta quinta-feira, 6, que autópsias realizadas em três vítimas do ataque da última terça-feira, 4, na província síria de Idlib confirmaram o uso de armas químicas.

Leia também: Rússia barra ação conjunta contra barbárie na Síria

“Fizeram autópsias em três corpos que foram levados de Idlib para Adana [sul da Turquia] e contaram com a participação de representantes da Organização Mundial da Saúde e da Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ). O resultado comprovou o uso de armas químicas”, disse o ministro turco.

Bekir Bozdag já havia indicado na quarta-feira, 5, que havia “provas” do uso de armas químicas no ataque de terça, atribuído por ele ao regime sírio de Bashar al-Assad, que, por sua vez, nega as acusações e culpa a oposição.

De acordo com testemunhas, os feridos tinham sintomas de asfixia, problemas respiratórios, vômitos, espasmos, tontura e alguns tinham espuma na boca.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) informou que 72 pessoas morreram no ataque, incluindo 17 mulheres e 20 crianças. A Defesa Civil da Síria estima que cerca de 300 pessoas foram expostas a substâncias químicas.

A província de Idlib, alvo do ataque, é controlada por grupos jihadistas. O conflito na Síria já dura mais de seis anos.

Fontes:
EM Digital - Turquia afirma que autópsias confirmam uso de armas químicas na Síria

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *