Início » Internacional » Berlim nomeia procuradora especial contra antissemitismo
ALEMANHA

Berlim nomeia procuradora especial contra antissemitismo

Capital da Alemanha registrou no ano passado 947 casos de ações antissemita

Berlim nomeia procuradora especial contra antissemitismo
Manifestantes de extrema-direita em confronto com forças de segurança na Alemanha (Fonte: Reprodução/dpa/AFP)

Diante do aumento de casos de agressões antissemita na capital da Alemanha, Berlim, o Ministério Público da cidade decidiu criar uma procuradoria especial totalmente dedicada a investigar todo tipo de ataque contra judeus, organizações judaicas ou memoriais do holocausto.

Berlim registrou no ano passado 947 casos de ações antissemitas, como agressões físicas, ataques verbais, propaganda, danos à propriedade e ameaças. Em 2016 foram 510 casos e, em 2015, os registros foram de 405.

A jurista Claudia Vanoni, de 44 anos, foi quem assumiu a procuradoria especial contra crimes antissemitas. Ela tem larga experiência no trato com os chamados “crimes politicamente motivados” na Alemanha. Claudia assumiu o posto no último 1º de setembro.

Dos 947 casos de antissemitismo registrados em Berlim em 2017, 204 foram ações contra instituições judaicas; outros 164 tiveram como alvo entidades da sociedade civil; houve 128 registros de ataques de toda ordem a instituições israelenses; em 98 casos as ações foram contra indivíduos; memoriais do Holocausto foram alvo de antissemitismo 35 vezes.

 

Leia também: Extrema-direita protesta contra estrangeiros na Alemanha

Fontes:
Folha de S.Paulo - Antissemitismo cresce na Alemanha e Berlim aponta procurada especial

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *