Início » Internacional » Bradley Manning é condenado a 35 anos de prisão
veredito anunciado

Bradley Manning é condenado a 35 anos de prisão

Tribunal anunciou sentença do soldado que vazou informações secretas do governo americano para o WikiLeaks

Bradley Manning é condenado a 35 anos de prisão
Governo americano queria sentença de 60 anos para Manning (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O soldado americano Bradley Manning foi sentenciado a 35 anos de prisão por vazar informações confidenciais do governo americano para o WikiLeaks. A sentença foi dada na manhã desta quarta-feira, 21, em um tribunal militar dos EUA.

No mês passado, Manning foi considerado culpado por diversas acusações. A sentença poderia chegar a 90 anos de prisão. O governo pediu à juíza Denise Lind para sentenciar Manning a 60 anos, como uma forma de alertar soldados para os riscos de vazar informações secretas.

Já o advogado de defesa de Manning, David Coombs, disse que o soldado tem problemas com sua identidade sexual e que Manning é uma pessoa bem intencionada. Na semana passada, o soldado enviou uma carta ao tribunal pedindo desculpas por seu comportamento e “por ter ferido os Estados Unidos.”

Assim que a sentença de Manning foi anunciada, apoiadores e críticos do soldado postaram suas opiniões no Twitter. Na página do WikiLeaks, uma mensagem diz que “Manning obteve uma vitória estratégica significante e que poderá ser solto em menos de nove anos”.

Já Glenn Greenwald, jornalista do Guardian que publicou os documentos vazados por Edward Snowden, foi irônico. “Bradley Manning foi sentenciado a 35 anos. Por que será que Edward Snowden não confia na Justiça americana?”.

 

Fontes:
The Washington Post-Judge sentences Bradley Manning to 35 years

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Além do B. Manning (que chega a dar pena) o Glenn Greenwald é outro que parece ter problemas com a sua identidade sexual, e que gosta mesmo é de ver o circo pegar fogo, bem como o grisalho tarado australiano.
    Qual é a desses três infelizes???
    Queria só ver esses camaradas, com seus problemas sexuais, vivendo no meio dos muçulmanos.
    Iriam para a cadeia em dois tempos.
    Mas eles são espertos: fogem para a America Latrina, onde acham que poderão se esconder de si mesmos.

  2. Jayme Mello disse:

    Enquanto umas criaturas expõem suas próprias vidas e a liberdade, contra o maior imperio bélico do planeta, ao fazer denúncias verdadeiras e gravíssimas sobre espionagens em torno do mundo, onde está mais que provado, país nenhum ficou livre.

    Uma outra vertente, que não se sabe qual o propósito, busca denegrir o caráter dessas pessoas, ao desclassificar as denúncias, fazendo ilações comezinhas sobre a sexualidade dos denunciantes.

    Mas há um ditádo bem popular: “QUEM DISSO USA, DISSO CUIDA”.

  3. Francisco R Nascimento disse:

    Só um louco confiaria na Justiça Americana. Os julgamentos de Gualtánamo, em Cuba, falam por si sós. O filme Zona Verde conta o resto. Se o mundo confiou seu sigilo aos Estados Unidos, paciência. Não foi publicado nem 10% das
    invasões de sigilo e privacidade. E a ONU?

  4. ney disse:

    Quem deveria ir preso é quem nos rouba as informações, as agencias governamentais; nos e-mail, nas redes sociais etc..

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    E QUEM IRÁ JULGAR OS ESTADOS UNIDAS POR NOS ESPIONAR OU MELHOR ESPIONAR O MUNDO?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *