Início » Internacional » Brasil e Argentina foram os países que mais reduziram a diferença salarial
Equilíbrio salarial

Brasil e Argentina foram os países que mais reduziram a diferença salarial

Relatório da Organização Internacional do Trabalho mostra que em uma década, a diferença entre os maiores e menores salários caiu 72% no Brasil e 87% na Argentina

Brasil e Argentina foram os países que mais reduziram a diferença salarial
No entanto, os salários pagos em países em desenvolvimento ainda são relativamente baixos (Reprodução/Internet)

Brasil e Argentina foram os países do mundo que mais conseguiram reduzir a desigualdade salarial na última década. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 5, no relatório Global Wage Report 2014/15 Wages and income inequality, da Organização Internacional do Trabalho (OIT). No total, foram analisados 130 países.

Segundo o documento, os países emergentes reduziram significativamente a desigualdade salarial nos últimos 10 anos. Entre os fatores que mais contribuíram para esse declínio está a distribuição mais equilibrada do salário e a geração de emprego.

Na última década, o Brasil conseguiu reduzir em 72% a diferença entre os maiores e menores salários. No caso da Argentina, a redução foi ainda maior, ficando em 87%.

Em contrapartida, no mesmo período, os países desenvolvidos foram os que mais registraram aumento na desigualdade salarial. Estados Unidos e Espanha e lideram a lista, com um aumento de 140% e 90%, respectivamente.

Apesar dos países emergentes terem superado os países ricos em igualdade salarial, o relatório da OIT aponta que o poder de compra ainda é maior nas economias desenvolvidas.

Isso porque os salários pagos em países em desenvolvimento ainda são relativamente baixos. O salário pago em economias emergentes é, em média, de US$ 1 mil, contra US$ 3 mil pago em países desenvolvidos.

Fontes:
O Globo-Brasil foi um dos países que mais reduziram desigualdade salarial na última década, diz OIT

3 Opiniões

  1. Niza Nogueira disse:

    Essas duas parecem a Madame Mim e a Maga Patalógica.

  2. Ludwig Von Drake disse:

    Na verdade, se a economia não cresce e a inflação aumenta, o que está havendo é arrocho salarial na classe média, principalmente funcionários publicos. A classe média de verdade, não a da Dillma.

  3. helo disse:

    A notícia é boa. E a Venezuela tem resultado semelhante? A desigualdade se deu porque os salários mais altos caíram ou porque os salários baixos subiram? Ou porque todos os salários baixaram com a inflação e os altos baixaram mais que os baixos?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *