Início » Economia » Brasileiros pagam pela gasolina o dobro de americanos
Combustível

Brasileiros pagam pela gasolina o dobro de americanos

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Agência Internacional de Energia (AIE) divulgou, nesta quinta-feira, que o preço do litro da gasolina no Brasil é bem maior do que na Austrália e no Canadá, por exemplo, e é o dobro do aplicado nos Estados Unidos.

No varejo, em novembro, o litro do combustível custava US$ 1 no Brasil, enquanto ficava em US$ 0,50 nos EUA. Já em outros países desenvolvidos variava entre US$ 0,50 e US$ 0,75.

A Turquia é o país com o valor do litro mais alto, US$ 1,75. Holanda, Noruega, Finlândia, Alemanha também têm o preço do combustível alto, uma vez que a pressão de ecologistas nestes países é forte.

Apesar de nas últimas semanas o preço do barril de petróleo ter diminuído US$ 100, uma queda acentuada, os consumidores não tiveram menores custos, de maneira geral. De acordo com a AIE, governos asiáticos aproveitam a mudança do valor para adotar algum tipo de controle de preço, inclusive por razões políticas.

Em nossa opinião o preço alto que pagamos no Brasil, o dobro do preço de mercado, reflete:

1. O absurdo de um produto essencial ser entregue a um monopólio.

2. A ineficiência da Petrobras.

Fontes:
Valor Online - Preço do litro de gasolina no Brasil é o dobro daquele nos EUA,diz AIE

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Evandro Correia disse:

    É um absurdo pagarmos o dobro do normal. E ainda tem gente que admira esse monstro jurássico monopolista chamado Petrobras.

  2. Jorge Roriz disse:

    O governo brasileiro declarou em alto e bom som , no ano de 2006, no estilo propagandistico político de o Brasil era auto- suficiente em petróleo.
    O fato não é verdadeiro. Não só por que continuamos a importar petróleo como por que está "auto-suficiência" esta sendo custiada pelo povo brasileiro que paga uma das gasolinas mais caras do mundo para financiar a petrobras ( que é uma empresa mista (capital nacional e estrangeiro).
    O pré- sal é outro engôdo. Caso o petroleo se mantenha a baixo dos 100 dólares, a exploração em águas profundas se torna econômicamente inviável. Embora os técnicos do governo afirmem que mesmo o barríl custando 50 dólares existe viabilidade econômica de exploração, os dados não refletem a realidade dos custos da exploração.
    A auto-suficiência seria verdadeira se os custos da gasolina fossem reduzidos para o consumidor.

  3. heloisa disse:

    Esta diferença sempre me intrigou. Mesmo gozando do monopólio, a petrobrás é parte do custo brasil que temos que carregar.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *