Início » Internacional » Buscas por autor do ataque em Berlim se intensificam
TERRORISMO NA ALEMANHA

Buscas por autor do ataque em Berlim se intensificam

Polícia admite erro na prisão de refugiado paquistanês. Buscas agora se concentram em suspeito tunisiano, cuja identidade foi encontrada no caminhão usado no ataque

Buscas por autor do ataque em Berlim se intensificam
O principal suspeito agora é um tunisiano chamado Anis A. (Foto: Flickr/Boaz Guttman)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A polícia alemã reconheceu a prisão equivocada de um refugiado paquistanês acusado de ser o autor do ataque a uma feira de Natal em Berlim, que deixou 12 mortos e 48 feridos na última segunda-feira, 19. Navid B, de 23 anos, foi libertado na tarde da última terça-feira, 20.

Agora, a polícia corre contra o tempo para encontrar o verdadeiro autor antes que ele cometa novos ataques. “Estamos com o homem errado e, portanto, uma situação completamente diferente. O autor ainda está armado e pode causar mais estrago”, disse um agente da polícia alemã, em condição de anonimato, ao jornal Die Welt.

Segundo a agência pública de notícias alemã Deutsche Welle o principal suspeito agora é um tunisiano chamado Anis A., cujo documento de identidade foi encontrado pela polícia na cabine do caminhão usado no ataque.

Além do documento, a polícia também encontrou o corpo de um polonês, o verdadeiro motorista do caminhão. Ele estava no banco do carona. De acordo com a perícia, há indícios de que ele teria lutado para impedir os atropelamentos e foi morto pelo agressor logo após o ataque.

Na tarde de terça-feira, o Estado Islâmico (Isis) declarou que o agressor é um “soldado” do grupo extremista. “O executor da operação em Berlim é um soldado do Estado Islâmico e ele executou a operação em resposta aos apelos para alvejar cidadãos de países da coalizão”, disse um comunicado veiculado na Amaq news, a agência de notícias do Isis. Apesar disso, ainda não há evidências de que o agressor seja, de fato, um membro do grupo.

O ataque lançou as bases para as discussões políticas da Europa de 2017 e promete ter um forte impacto no governo da primeira-ministra alemã, Angela Merkel. Na segunda-feira, o partido de extrema direita Alternative for Germany (AfG) atacou duramente a primeira-ministra, descrevendo as vítimas do ataque como “Os mortos de Merkel”.

Fontes:
The Washington Post-German police in search for new suspect in deadly Christmas market attack

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *