Início » Vida » Ciência » Camada de ozônio pode estar ameaçada novamente
MEIO AMBIENTE

Camada de ozônio pode estar ameaçada novamente

Novo estudo avalia necessidade de expansão do protocolo de Montreal

Camada de ozônio pode estar ameaçada novamente
Entre 2004 e 2014, os níveis de diclorometano aumentaram 8% por ano (Foto: Pixabay)

Um estudo, publicado na revista Nature Communications, revelou que a recuperação da camada de ozônio pode demorar mais do que o esperado, caso a emissão de uma substância química não diminua. O diclorometano é uma substância usada como solvente de pintura e para preparar compostos químicos de geladeiras e aparelhos de ar-condicionado.

O gás ozônio, que envolve o planeta, protege a Terra contra radiações solares nocivas. O buraco nesta camada foi descoberto na década de 1980. Em 1987, o Protocolo de Montreal proibiu o uso de clorofluorcarbonetos (CFC), que permaneciam por um longo tempo no ambiente e danificavam a camada.

No entanto, o diclorometano, também conhecido como cloreto de metileno, libera cloreto em sua decomposição, o que pode danificar a camada de ozônio, caso chegue até ela. Esta substância não havia sido incluída no protocolo porque ela se decompõe após cerca de cinco meses na atmosfera.

Entre 2004 e 2014, os níveis de diclorometano aumentaram 8% por ano. Se esta tendência continuar, a camada de ozônio pode não se recuperar em 2065 (ano originalmente previsto sem considerar as emissões de diclorometano), mas só a partir de 2095.

Segundo o estudo, o aumento das emissões de diclorometano ocorre porque esta substância é importante na fabricação de hidrofluorcarbonetos, compostos químicos utilizados para substituir outros gases que causam o efeito estufa. Além do diclorometano, outros gases de vida curta, que também têm cloro, danificam a camada de ozônio. Porém não foram feitas medições sobre suas concentrações na atmosfera.

Para os cientistas, este estudo mostra a importância de se analisar em longo prazo todos os gases que ameaçam a camada de ozônio, além da necessidade de se ampliar o protocolo de Montreal.

Fontes:
BBC-A substância química que volta a ameaçar a camada de ozônio

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *