Início » Internacional » Câmara dos EUA aprova fim do ‘Obamacare’
REFORMA DA SAÚDE

Câmara dos EUA aprova fim do ‘Obamacare’

Revogação do 'Obamacare' é uma das principais promessas de campanha de Trump

Câmara dos EUA aprova fim do ‘Obamacare’
Trump discursa na Casa Branca após a revogação do 'Obamacare' na Câmara (Fonte: Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Câmara dos EUA aprovou nesta quinta-feira, 4, a revogação do “Obamacare”. O projeto de reforma da saúde proposto pelo presidente Donald Trump agora segue para o Senado.

A revogação de grande parte do “Obamacare”, programa sancionado durante o governo de Barack Obama, é considerada a primeira grande vitória de Trump no Congresso norte-americano.

A aprovação foi apertada: 217 votos a favor e 213 contra. Nenhum deputado democrata votou a favor do projeto e 20 republicanos votaram contra. Os republicanos precisavam de 216 votos para assegurar a aprovação do texto na Câmara, e conseguiram apenas um a mais. A aprovação no Senado ainda não está garantida.

O fim do “Obamacare” é uma das principais promessas de campanha de Trump. O projeto visa cancelar grande parte do programa de saúde sancionado no governo Obama e substituí-lo por opções elaboradas pelos republicanos.

Em discurso após a aprovação do projeto de reforma da saúde, Trump afirmou que “este é um ótimo plano e na verdade acho que vai ficar ainda melhor”, e que está ” muito confiante” de que o projeto será aprovado no Senado. O presidente norte-americano ressaltou que “o Obamacare está essencialmente morto”.

A líder dos democratas, Nancy Pelosi, afirmou, por sua vez, que o projeto “é um corte dos impostos sobre os mais ricos, em detrimento dos mais pobres. É um dia triste”. De acordo com o legislador democrata John Conyers, se os EUA adotarem “esta lei, tem gente que vai morrer”.

Uma estimativa divulgada pelo Comitê de Orçamento do Congresso dos EUA quando os republicanos apresentaram a primeira versão do projeto, em março, aponta que 24 milhões de pessoas ficariam sem seguro em 2026, e que 14 milhões perderiam a cobertura já no primeiro ano do novo programa de saúde.

Fontes:
G1 - Câmara dos EUA aprova legislação que substitui Obamacare; proposta vai para o Senado

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *