Início » Internacional » Campanhas tomam as ruas da Escócia a um dia do plebiscito
Plesbicito

Campanhas tomam as ruas da Escócia a um dia do plebiscito

Primeiro-ministro britânico, David Cameron, pretende permanecer no cargo mesmo com a vitória do 'sim'

Campanhas tomam as ruas da Escócia a um dia do plebiscito
Cameron admitiu nesta quarta que está 'nervoso' antes da votação (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nesta quarta-feira, 17, o primeiro-ministro da Grã Bretanha, David Cameron, afirmou que não renunciará caso o “sim” vença o plebiscito sobre a independência da Escócia, que será realizado na próxima quinta-feira, 18. Cameron disse que seu futuro será decidido somente nas próximas eleições, em 2015.

Leia mais: Campanhas tomam as ruas da Escócia a um dia do plebiscito

Para especialistas, a situação do primeiro-ministro pode ficar muito difícil com a independência da Escócia, e ele poderia se ver obrigado a renunciar, pois a realização do histórico plebiscito foi acordada em 2012 entre Cameron e o primeiro-ministro do governo autônomo da Escócia, Alex Salmond.

Cameron admitiu nesta quarta-feira que está “nervoso” por causa da votação, mas garantiu que acredita na vitória do “não”. Os institutos ICM, Opinium, Panelbase e Survation realizaram pesquisas para saber quantos eleitores apoiam a independência e 48% disseram que apoiavam, contra 52% que não querem a separação. Os levantamentos também constataram que de 5% a 14% (4,3 milhões de escoceses) ainda estão indecisos.

Na véspera do plebiscito, os líderes e partidários de ambos os lados tomaram as ruas para o último dia de campanha, dominada pelo entusiasmo e uma boa dose de medo. Salmond, que é pró-separação, enviou uma carta aos eleitores dizendo que o sim “vai possibilitar à população ter o poder nas mãos para determinar o futuro do país”.

Um voto pela separação significaria o fim do 307 anos de união com a Inglaterra e a dissolução do Reino Unido, bem como um período de incerteza econômica.

Fontes:
O Globo-Comícios tomam ruas da Escócia no último dia de campanha antes de plebiscito
Estadão-Cameron diz que não renunciará mesmo se o 'sim' vencer plebiscito

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *