Início » Internacional » Carta aberta a Trump pede que o governo desista de Assange
WIKILEAKS

Carta aberta a Trump pede que o governo desista de Assange

Mais de 100 ativistas assinaram uma carta aberta ao presidente Donald Trump para que o governo desista de processar Julian Assange e o Wikileaks

Carta aberta a Trump pede que o governo desista de Assange
Os Estados Unidos ainda não conseguiram pegar Assange porque ele está na embaixada equatoriana no Reino Unido desde 2012 (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Mais de 100 ativistas, jornalistas e funcionários do governo americano assinaram uma carta aberta ao presidente Donald Trump para que o governo desista de processar Julian Assange e o Wikileaks. O documento diz que processar o WikiLeaks é “uma ameaça ao jornalismo livre”. A carta pede que o Departamento de Justiça abandone os planos de processar Assange e outros funcionários do WikiLeaks. “Se o Departamento de Justiça for capaz de condenar um editor ou seu trabalho jornalístico, qualquer jornalismo poderá ser criminalizado”, diz a carta aberta, que foi divulgada pela Courage Foundation, um fundo que arrecada dinheiro para defesa legal de denunciantes.

Durante a corrida eleitoral, Trump disse “Eu amo WikiLeaks”. A organização tinha vazado os emails da Hillary Clinton. Outros no governo, no entanto, não expressaram o mesmo entusiasmo.

O advogado-geral da União, Jeff Sessions, disse mês passado que a prisão de Assange é uma “prioridade” para os Estados Unidos. Os procuradores americanos estão investigando o WikiLeaks desde 2010, quando foi divulgado mais de 205 mil documentos confidenciais das embaixadas americanas ao redor do mundo. Os documentos foram passados ao WikiLeaks por Chelsea Manning, ex-analista militar de inteligência.

Os Estados Unidos ainda não conseguiram pegar Assange porque ele está na embaixada equatoriana no Reino Unido desde 2012. Se ele for deixar a embaixada, autoridades britânicas indicaram que devem primeiro considerar um pedido de extradição da Suécia, onde Assange é acusado de estupro. Assange nega esta acusação.

Fontes:
The Guardian-Edward Snowden and others urge Trump to drop case against Assange

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *