Início » Internacional » Cartão vermelho para Joseph Blatter
AFASTADO DA FIFA

Cartão vermelho para Joseph Blatter

Fifa suspende provisoriamente seu presidente, Joseph Blatter, o secretário-geral, Gérôme Valcke e os candidatos Michel Platini e Chung Moon-jong

Cartão vermelho para Joseph Blatter
Presidente da Fifa, Joseph Blatter, é acusado de crimes financeiros envolvendo os negócios do futebol (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em uma decisão inédita, o Comitê de Ética da Fifa decidiu suspender provisoriamente seu presidente, Joseph Blatter, o secretário-geral, Gérôme Valcke e os candidatos à presidência da organização Michel Platini e Chung Moon-jong.

No caso de Blatter, Platini e Valcke, a decisão anunciada nesta quinta-feira, 8, vale por 90 dias, podendo ser prorrogada por mais 45 dias. Já Chung, acusado de tentar comprar votos para que a Coreia fosse eleita sede da Copa de 2022, terá de ficar seis anos longe do futebol. A decisão, na prática, significa que a Fifa está degolada, sem seus principais dirigentes e candidatos à presidência.

Para Platini, que até hoje não conseguiu explicar por que recebeu US$ 2 milhões de Blatter em 2011, a suspensão inviabiliza sua candidatura à presidência do órgão. A suspeita é que o dinheiro teria sido um prêmio por não concorrer contra Blatter nas eleições daquele ano.

O afastamento de Blatter é o mais surpreendente, considerando que ele comanda o órgão há 17 anos.  Os abalos na Fifa começaram em maio, quando o FBI deflagrou uma operação para prender os maiores cartolas do futebol à época reunidos na Suíça, entre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

Blatter é alvo de uma investigação do Ministério Público da Suíça por crimes financeiros que podem acarretar em uma pena de até dez anos de prisão. Ele é suspeito de “apropriação indevida de recursos” e “gestão desleal” por ter repassado a um ex-aliado, Jack Warner, contrato de TV para as Copas de 2010 e 2015, por US$600 mil. Este mesmo contrato foi revendido por Warner por US$ 20 milhões. Warner foi banido para sempre dos negócios do futebol.

A Fifa informou que se Blatter conseguir provar sua inocência nos próximos três meses, a suspensão será revogada. Mas, na prática, Blatter já perdeu o apoio de patrocinadores e sofre intensa pressão para renunciar imediatamente ao cargo.

O camaronês Issa Hayatou, presidente da Confederação Africana de Futebol desde os anos 80 e um fiel aliado de Blatter, assume a presidência da Fifa interinamente.

Fontes:
Estadão - Em decisão inédita, Fifa afasta presidente Blatter, Valcke e Platini

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site