Início » Internacional » Caso Assange gera impasse diplomático
Reino Unido x Equador

Caso Assange gera impasse diplomático

São poucas as chances de o fundador do WikiLeaks conseguir deixar a embaixada do Equador em Londres sem ser preso

Caso Assange gera impasse diplomático
Cartaz pró-Assange é colocado em frente à embaixada do Equador em Londres (Fonte: Reprodução/AP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A decisão do governo equatoriano de conceder asilo político ao fundador do polêmico site WikiLeaks, o australiano Julian Assange, contrariou o governo britânico, provocando um atrito diplomático entre os dois países.

O governo britânico diz que sua decisão de extraditar Assange para a Suécia, onde ele é acusado de agressão sexual, continua inalterada e que não reconhece o asilo político. As autoridades descartaram, no entanto, a possibilidade de a polícia britânica invadir o prédio da embaixada equatoriana em Londres, onde Assange se encontra refugiado desde o dia 19 de junho — possibilidade que havia sido levantada na última quarta-feira, 15, pelo chanceler do Equador, Ricardo Patiño.

Como deixar a embaixada?

A movimentação do lado de fora da embaixada do Equador é cada vez mais intensa. A imprensa britânica diz que agora Assange tem três opções: entregar-se à polícia britânica para ser extraditado para a Suécia, tentar fugir para o Equador ou continuar na embaixada — alternativa mais provável.

São poucas as chances de o fundador do WikiLeaks conseguir deixar a embaixada sem ser preso. Alguns boatos dão conta de que Assange poderia ser “contrabandeado” em uma mala diplomática ou até mesmo ser nomeado diplomata do Equador para conseguir imunidade. Tais opções, no entanto, são descartadas por advogados e diplomatas.

Fontes:
G1 - Assembleia do Equador condena ameaça a embaixada em Londres
Jornal da Globo - Equador irrita governo britânico ao conceder asilo para Julian Assange

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Carlos U. Pozzobon disse:

    Mas ele não tem direito a um salvoconduto? A questão parece complicada, porque a acusação contra ele é muito fraca, e não deveria resultar em condenação na Suécia se fosse feita contra um cidadão comum. Por outro lado, ele ficou paranoico com a possibilidade de condenação devido a perseguição contra sua rede do Wikileaks. Revelando o lado escabroso da invasão do Iraque, ele se tornou um maldito e só pode conseguir apoio de países que estejam fora da órbita de pressão dos EUA. A escolha do Equador não deixa de ser bisonha. O impasse vai continuar, pois desde a revolução russa o refugiado político não é reconhecido internacionalmente em todos os países democráticos. Não basta alguém se declarar um perseguido político para ganhar status de refugiado. E se existe um mandado de prisão contra alguém por crime sexual (uma farsa aceita pela justiça sueca), certamente que a polícia londrina não vai fazer o julgamento e nem tem direito de fazê-lo. Seu papel é entregar o procurado pela justiça. Isto é pacífico. Mas Assange é tão fraco politicamente que sua maior dificuldade é convencer os outros de seu medo de acabar em Guantânamo. Com isso, só resta o seu carisma de manter uma multidão de jovens em volta da embaixada equatoriana e permanecer na mídia o maior tempo possível para partir ao Equador por exaustão. Gostando ou não dele, seu único papel foi revelar o lado obscuro da luta contra o terrorismo. E independentemente de sua figura, sempre que alguém conseguir violar documentos oficiais de governos, seu exemplo será seguido. Para o bem ou para o mal.

  2. Sérgio A. Träsel disse:

    TODO ESTE LERO-LERO BRITÂNICO É CORTINA DE FUMAÇA.

    ATÉ OS PONTEIROS DO RELÓGIO “BIG BEN” SABEM QUE QUEM QUER COLOCAR AS MÃOS NO SR. ASSANGE SÃO OS AMERI CANOS.

    OS BRITÂNICOS MAIS UMA VEZ SE PRESTAM A FAZER O “PAPEL SUJO”…PARA OS AMERICANOS!! DEVEM GANHAR UNS “TROCOS” PARA SE PRESTAREM A “ATROPELAR” A DEMOCRACIA, O INSTITUTO DO ASILO POLÍTICO, ALÉM DAS NORMAS INTERNACIONAIS, QUE REGEM A DIPLOMACIA E A SOBERANIA DOS PAÍSES.

    AOS BRITÂNICOS SE APLICA MUITO BEM NESTE CASO, O DITADO QUE DIZ QUE O “HÁBITO DO CACHIMBO É QUE ENTORTA A BOCA”.

    OS BRITÂNICOS, ALÉM DE LACAIOS DOS AMERICANOS, JUNTAMENTE COM ESTES, VIVEM PROMOVENDO AS MAIORES ESTRIPOLIAS MUNDO AFORA, SEM SE PREOCUPAREM SE ESTÃO OU NÃO VIOLANDO A SOBERANIA DOS PAÍSES ONDE AGEM, DENTRO DA MÁXIMA, DE QUE “OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS”.

    ENTÃO, TEM-SE AQUI UM CASO CLÁSSICO, EM QUE OS BRITÂNICOS, MARIONETES DOS AMERICANOS, QUEREM FAZER VALER O “FAÇAM O QUE EU DIGO, MAS NÃO FAÇAM O QUE EU FAÇO”!!

    A FAVOR DO EQUADOR, PESA AINDA O FATO DE QUE ELE NÃO ESTÁ VIOLANDO NORMAS INTERNACIONAIS, OU A SOBERANIA DA INGLATERRA (OPS… DOS ESTADOS UNIDOS, QUE PERDEU A BASE DE “MANTA”, RETOMADA PELO GOVERNO DO EQUADOR, LOCALIZADA EM TERRITÓRIO EQUATORIANO E DE ONDE “MONITORAVA” TODA A AMÉRICA DO SUL). VAI DAÍ, QUE NÃO SE PRECISA IR MUITO LONGE PARA DEDUZIRMOS PORQUE OS AMERICANOS ESTÃO FULOS DA VIDA COM O EQUADOR.

    A BRIGA PROMETE!!

    TOMARA QUE O EQUADOR RESISTA ATÉ O FIM E QUE A ONU, O TRIBUNAL DE HAIA, A OEA RESPALDEM A DECISÃO SOBERANA DO EQUADOR!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *