Início » Economia » Cerca de dez mil sírios querem ir para um país que não existe
Crise dos refugiados

Cerca de dez mil sírios querem ir para um país que não existe

Nenhum membro das Nações Unidas reconhece Liberland como um Estado soberano

Cerca de dez mil sírios querem ir para um país que não existe
A região, que fica entre a Croácia e a Sérvia, é disputada há anos (Divulgação/Liberland.org)

Dependendo para quem você pergunte, a República Livre de Liberland pode existir ou não. O polítco tcheco Vit Jedlicka declarou a área um Estado soberano em 13 de abril deste ano. A região, que fica entre a Croácia e a Sérvia, é disputada há anos. Nenhum membro das Nações Unidas reconhece Liberland como um Estado soberano. As autoridades croatas bloquearam o acesso à região e detiveram o político em várias ocasiões.

Apesar da ambiguidade do status da área, Jedlika diz que cerca de 378 mil pessoas já mostraram interesse em se tornar cidadãos de Liberland. E embora a realidade de Liberland possa parecer apenas um sonho, para pessoas em situações de desespero, isso parece ser um sonho atraente. Segundo Jedlicka, 9.647 pessoas devastadas pela guerra na Síria já se cadastraram.

Quando Liberland foi anunciada pela primeira vez, a crise de refugiados da Europa estava longe dos níveis atuais. Não está claro se os sírios que estão se registrando querem realmenete se tornar cidadãos de Liberland. Apenas 618 até agora seguem os requisitos para se tornar cidadãos, mas ainda não se sabe se eles têm o dinheiro necessário para isso.

Como as autoridades croatas não estão permitindo que ninguém entre em Liberland, estes 9.647 sírios vão ter que encontrar outro lugar para ir.

Fontes:
The Washington Post-Almost 10,000 Syrians have registered to live in a country that might not exist

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *