Início » Internacional » Chefe de inteligência de Trump depõe no Congresso
IMPEACHMENT NOS EUA

Chefe de inteligência de Trump depõe no Congresso

Joseph Maguire responde sobre a recusa em compartilhar a denúncia de um delator que resultou na abertura de processo de impeachment de Trump

Chefe de inteligência de Trump depõe no Congresso
Maguire está sendo questionado desde o fim da manhã desta quinta-feira (Foto: House Intelligence/YouTube)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Parlamentares dos Estados Unidos questionam nesta quinta-feira, 26, o diretor interino de Inteligência Nacional, Joseph Maguire, sobre a denúncia de um delator que desencadeou na abertura de processo de impeachment contra o presidente Donald Trump.

Maguire, que está no cargo há menos de dois meses, responde aos questionamentos dos parlamentares desde o fim da manhã desta quinta-feira. O motivo do escrutínio é a recusa de Maguire em compartilhar a denúncia do delator com o Congresso.

Uma lei dos Estados Unidos determina que denúncias do gênero sejam encaminhadas para o Congresso depois que o inspetor-geral determina sua urgência. O escrutínio está sendo liderado pelo representante democrata Adam Schiff, que atua como presidente do Comitê dos Serviços Secretos da Câmara dos Representantes.

Para Schiff, o documento que desencadeou o processo de impeachment contra Trump é “profundamente perturbador”. A denúncia refere-se a um telefonema entre Trump e o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, ocorrido em julho.

No diálogo, Trump teria pressionado Zelensky para que a Ucrânia investigasse o filho do democrata Joe Biden, Hunter Biden, que atuou no conselho de uma empresa ucraniana.

Para os democratas, Trump agiu para atacar, com auxílio internacional, o seu adversário político – Joe Biden, ex-vice-presidente dos EUA no governo Obama, e um dos principais nomes do Partido Democrata para a disputa presidencial em 2020.

Além disso, no último dia 18 de julho, Trump suspendeu quase US$ 400 milhões em ajuda militar à Ucrânia – o valor só foi liberado neste mês de setembro. Na semana seguinte, no dia 25 de julho, os presidentes Trump e Zelensky conversaram por telefone durante 30 minutos. Para os democratas, Trump buscou ajuda estrangeira para difamar um adversário político e usou a ajuda militar como uma ferramenta de negociação.

O processo de impeachment foi aberto pelo Partido Democrata, que comanda a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. No entanto, o inquérito já recebeu apoio de alguns políticos republicanos. Mesmo assim, analistas acreditam que o processo não será aprovado no Senado, que é controlado pelo Partido Republicano.

Fontes:
BBC-Trump impeachment: Joseph Maguire to be grilled over whistleblower
Reuters-Parlamentares questionarão chefe de inteligência de Trump sobre relato de delator
Diário de Notícias-Destituição de Trump. Congresso ouve diretor das secretas

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *