Início » Internacional » Chile, Brasil e Argentina unem esforços para evitar conflito
América do Sul

Chile, Brasil e Argentina unem esforços para evitar conflito

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A incursão militar colombiana no Equador, no último fim de semana, gerou uma verdadeira comoção entre os países da América do Sul. A presidente do Chile, Michelle Bachelet, afirmou que está disposta a mediar a situação para evitar uma escalada do conflito. O corpo diplomático do Brasil e da Argentina foi acionado para tentar conter os ânimos na região.

Venezuela e Equador reforçaram a segurança em suas fronteiras com a Colômbia depois que o governo colombiano, autorizado pelo presidente Álvaro Uribe, iniciou um bombardeio no qual morreram 15 guerrilheiros das Farc e o segundo homem da organização, Raúl Reyes. Hugo Chávez afirmou que o ato é capaz de provocar uma guerra e o governo do Equador considerou-o uma violação de sua soberania.

O presidente Hugo Chávez determinou o deslocamento de dez batalhões em direção à Zulia, Táchira e Apure como forma de retaliação à morte de Reyes, mas segundo a imprensa da Venezuela, até o momento somente o seu plano de logística está sendo feito.

Brasil promete agir para reduzir tensão

O governo brasileiro prometeu mobilizar a sua equipe diplomática para tentar amenizar a tensão entre Colômbia, Equador e Venezuela. De acordo com o assessor especial da Presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, os presidentes Lula e Cristina Kirchner, da Argentina, irão conversar para coordenar os esforços diplomáticos de ambos os países.

Segundo estimativas da ONU, vivem ilegalmente no Brasil mais de 17 mil refugiados da guerra civil colombiana, que já duram 43 anos.

Fontes:
Reuters Brasil - Bachelet pede explicação da Colômbia e oferece mediação
Reuters Brasil - Venezuela e Equador enviam tropas para fronteira da Colômbia
Estadão - Brasil vai atuar para reduzir tensão regional com Colômbia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Evandro Correia disse:

    Esse maluco do Chávez está procurando um pretexto para invadir a Colômbia!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *