Início » Economia » China autoriza a criação de até cinco bancos privados no país em 2014
Reformas na China

China autoriza a criação de até cinco bancos privados no país em 2014

De três a cinco bancos financiados pelo setor privado poderão ser criados ainda este ano, abrindo um setor atualmente dominado pelo Estado à iniciativa privada

China autoriza a criação de até cinco bancos privados no país em 2014
Medida visa estimular o crescimento econômico do país (Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O órgão regulador dos bancos da China informou nesta terça-feira, 7, que irá permitir a criação de até cinco bancos financiados pelo setor privado ainda este ano, como parte das reformas para abrir um setor dominado pelo Estado, atrair mais capital privado e estimular o crescimento econômico.

A comissão reguladora bancária também disse que irá examinar novas formas de permitir que outros bancos estrangeiros tenham mais acesso ao mercado chinês. O Partido Comunista Chinês havia prometido, em novembro do ano passado, permitir a atuação de bancos financiados pelo setor privado para tornar a economia da China mais produtiva.

Atualmente, o setor bancário estatal empresta principalmente a empresas do governo. Os defensores das reformas argumentam que é preciso fazer mais para oferecer crédito aos empresários responsáveis pela criação da maioria dos novos postos de trabalho e da riqueza da China. Pequenas e médias empresas chinesas, que hoje representam mais da metade do Produto Interno Bruto do país, queixam-se das dificuldades em obter financiamentos nos grandes bancos estatais.

A agência reguladora ainda não deu detalhes sobre quais as áreas do setor bancário em que as instituições privadas poderão atuar.

 

Fontes:
The Guardian - China to Allow Private Banks in 2014

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *