Início » Internacional » China eleva Xi Jinping ao nível de Mao Tsé-Tung
PODER AMPLIADO

China eleva Xi Jinping ao nível de Mao Tsé-Tung

Presidente chinês teve o 'Pensamento Xi' incluído nos estatutos do Partido Comunista

China eleva Xi Jinping ao nível de Mao Tsé-Tung
Jinping é apenas o terceiro a ter o seu nome escrito na Constituição do PC (Foto: Flickr/Foreign and Commonwealth Office)

O presidente chinês Xi Jinping, de 64 anos, foi elevado, nesta terça-feira, 24, ao patamar dos nomes mais poderosos e famosos da história da China: o fundador da China comunista Mao Tsé-Tung e o arquiteto de reformas de mercado Deng Xiaoping. Isso porque Jinping teve o seu nome registrado na Constituição do Partido Comunista (PC), aumentando ainda mais o seu poder.

Jinping é apenas o terceiro a ter o seu nome escrito na Constituição do Partido Comunista – o segundo ainda em vida -, fato que ocorreu durante a conclusão do 19º Congresso do partido, sendo aprovado unanimemente por todos os 2.300 membros presentes na cerimônia. Seus antecessores, Jiang Zemin e Hu Jintao, também tiveram suas teorias registradas nos documentos, mas seus nomes não constam nos estatutos.

Com o “Pensamento de Xi Jinping sobre o socialismo com características chinesas para uma nova era”, ou simplesmente “Pensamento Xi”, sendo incluído na Constituição, Xi Jinping recebeu ainda mais poder e prestígio. Com isso, o Partido Comunista ganhou o direito de governar tudo na vida dos cidadãos chineses, desde economia, até educação e liberdade de expressão nas mídias sociais.

“A China tem uma tradição de combinar o imperador e o professor, o que quer dizer que o imperador também é o líder do pensamento. Xi alcançou esse status no final do seu [primeiro] mandato. Isso é raro na nossa história”, explicou Hu Xingdou, cientista político chinês.

O poder recebido por Xi ao ter seu nome nos estatutos é tão grande, que o presidente chinês continuará sendo o principal líder do país mesmo quando seu segundo mandado acabar e ele tiver que deixar o cargo de secretário-geral do Partido Comunista, em 2022.

Além de incluir o nome do presidente no estatuto, o Congresso do Partido Comunista elegeu um Comitê Central com 204 membros, sendo apenas 10 mulheres. O novo mandato de Xi Jinping começa na próxima quarta-feira, 25. Seu poder será consolidado assim que preencher, junto com o Comitê Central, as vagas do Comitê de Politburo com aliados. Este “Comitê de Politburo”, segundo explicam analistas, é fundamental para o futuro do líder chinês.

Com a sua importância em mente, Xi Jinping traçou um plano de políticas internas e externas até 2050, destacando a entrada da China em uma nova era e visando a liderança global em pouco mais de 30 anos. Entre os principais objetivos está o de estabelecer um exército moderno até 2035.

Fontes:
DW-China equipara Xi Jinping a Mao Tsé-tung

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *