Início » Internacional » Cidade alemã distribui iodo por medo de desastre nuclear
USINA NUCLEAR

Cidade alemã distribui iodo por medo de desastre nuclear

Temendo acidente em usina com indícios de danos em reator, governo da cidade de Aachen distribui iodo à população para prevenir desenvolvimento de câncer

Cidade alemã distribui iodo por medo de desastre nuclear
Fissuras na estrutura de um reator levantaram o temor de um acidente nuclear (Foto: Wikimedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Autoridades alemãs iniciarão na próxima sexta-feira, 1º, a distribuição preventiva de comprimidos de iodo de alta dosagem na região da cidade de Aachen, localizada na fronteira da Alemanha com a Bélgica e a Holanda. A medida tem como objetivo proteger a população contra o câncer de tireoide em caso de acidente nuclear em uma usina belga.

A polêmica usina nuclear belga de Tihange fica a 70 km da cidade de Aachen e as recentes descobertas de fissuras na estrutura de um reator levantaram o temor de um acidente nuclear que pudesse afetar a cidade alemã e seus entornos.

Um possível acidente nuclear liberaria iodo radioativo e a sua exposição é perigosa, já que a tireoide poderia absorver a substância contribuindo para o desenvolvimento de câncer. A ingestão dos comprimidos de iodo impede que a tireoide absorva esse iodo radioativo.

A distribuição será feita pela comissão de proteção contra radiação. Os residentes de Aachen e de três distritos adjacentes podem solicitar os comprimidos de iodo por meio de um portal online. Grávidas, lactantes e pessoas com até 45 anos de idade têm direito aos comprimidos. A comissão não recomenda pessoas com mais de 45 anos a tomar os comprimidos, por conta do risco maior de ter efeitos colaterais.

A segurança da usina belga tem sido colocada em xeque após uma inspeção feita pela Nucléaire Stop, o órgão regulador nuclear do país, ter descoberto um total de 3.219 indícios de danos no reator Tihange 2.

No ano passado, a ministra de Meio Ambiente da Alemanha, Barbara Hendricks, pediu à Belgica que fechasse os dois reatores até que as questões de segurança fossem resolvidas. Entretanto, a Nucléaire Stop rejeitou o pedido.

A maior preocupação das autoridades alemãs tem sido garantir que haja tempo suficiente para fornecer comprimidos de iodo à população, em caso de acidente nuclear. “Dependendo do cenário, temos muitas dúvidas de que possamos distribuir comprimidos de iodo a tempo”, explicou Markus Kremer, coordenador da distribuição dos comprimidos em Aachen.

Após o início da distribuição, os moradores da região poderão retirá-los até o fim de novembro em farmácias autorizadas. As autoridades estimam que mais de um terço dos moradores da região irá adquirir os comprimidos.

Fontes:
DW-Autoridades alemãs distribuem iodo por medo de desastre nuclear

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *