Início » Internacional » Cientistas acreditam que sobreviventes curados podem transmitir ebola
Ebola na África

Cientistas acreditam que sobreviventes curados podem transmitir ebola

Sequenciamento genético do vírus encontrado em pacientes novos, na Libéria, sugerem contágio através de ato sexual com pessoas curadas

Cientistas acreditam que sobreviventes curados podem transmitir ebola
Cepas são diferentes dos casos em países vizinhos, o que faz com que os especialistas acreditem que tenha vindo do próprio país (Foto: Wikimedia)

O reaparecimento do ebola na Libéria na última semana, após o país se declarar livre da doença, pode ter sido causado por um sobrevivente que ainda carrega o ebola em seu corpo, embora não apresente os sintomas da doença, de acordo com cientistas que analisaram o sequenciamento genético do vírus encontrado no corpo de um adolescente de 17 anos que morreu na semana passada.

Leia também: Segundo caso de ebola é confirmado na Libéria
Leia também: Libéria volta a registrar caso de ebola, após se declarar livre de surto

A virose do jovem não corresponde às cepas que circularam durante a contínua epidemia na Guiné e em Serra Leoa, o que significa que é improvável que ele tenha sido infectado pelo contato com viajantes nas fronteiras.

“A origem deste vírus é a Libéria. Com base na ausência de casos notificados durante vários meses, este faz a gente crer em um possível evento sexual como um passo inicial neste grupo de casos”, disse um membro do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, Stuart Nichol.

O último caso confirmado na Libéria, em março, é também suspeito de ter sido transmitido através de ato sexual, pois o vírus retirado da paciente, Ruth Tugbah, que morreu, bate com o detectado no sêmen do namorado dela, que se recuperou do ebola meses antes de ela contrair a doença. O genoma do vírus de Ruth é diferente do achado na última semana.

Porém, a cepa dessa sequência de novos casos é semelhante às encontradas em alguns casos em julho e agosto de 2014, segundo o pesquisador da Fundação Geneva, Michael R. Wiley, que viajou à Libéria no último final de semana para ajudar a sequenciar o vírus.

Fontes:
NY Times-Surge of Ebola in Liberia May Be Linked to a Survivor

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Parece (PARECE) ser a natureza tentando, de todas as formas, controlar a população do planeta, exatamente como a síndrome da ImunoDeficiênciaAdquirida.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *