Início » Vida » Ciência » Cientistas mapeiam mais de 100 genes ligados ao autismo
Novo estudo sobre autismo

Cientistas mapeiam mais de 100 genes ligados ao autismo

Os resultados têm implicações imediatas para o diagnóstico genético do autismo

Cientistas mapeiam mais de 100 genes ligados ao autismo
Os novos estudos identificaram mais de 100 genes de risco (Reprodução/Reuters)

Dois novos estudos publicados na revista Nature identificaram genes ligados ao autismo, condição cerebral que há mais de meio século intriga a ciência.

Os estudos identificaram mais de 100 genes de risco, somando as mutações novas e herdadas. Segundo os autores, elas são o principal fator de risco para o desenvolvimento do autismo. “Nossos óvulos e espermatozoides sofrem mutação ao longo do tempo, e isso é parte do mecanismo de geração da diversidade humana” diz Anjo Carracedo, da Universidade de Santiago de Compostela e co-autor do primeiro estudo.

A primeira pesquisa analisou o genoma de 3.871 autistas e 9.937 pessoas sem o transtorno. Foram envolvidas 37 instituições científicas internacionais. Já o segundo estudo feito pelo Cold Spring Harbor Laboratory de Nova York, analisou os genomas de 2,5 mil famílias que tenham pelo menos uma criança autista, focando nas mutações novas.

Os resultados têm implicações imediatas para o diagnóstico genético do autismo e aumentam a taxa de previsão do transtorno em 20%.Segundo os autores, as precisões continuam baixas, mas o caminho é o aperfeiçoamento.

Fontes:
O Globo-Cientistas mapeiam mais de 100 genes ligados ao autismo

1 Opinião

  1. olbe disse:

    É um grande desafio…as pesquisas devem continuar contando com a compreensão e ajuda dos governos..

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *