Início » Internacional » Cinzas de Gandhi são roubadas em seu 150º aniversário
ÍNDIA

Cinzas de Gandhi são roubadas em seu 150º aniversário

Líder indiano completaria 150 anos na última quarta-feira, 2. Cinzas foram roubadas de um memorial, que também teve fotografias rabiscadas

Cinzas de Gandhi são roubadas em seu 150º aniversário
A admiração por Gandhi não é compartilhada por extremistas hindus (Foto: Elliott & Fry)

Parte das cinzas de Mahatma Gandhi foram roubadas de um memorial no centro da Índia na última quarta-feira, 2, quando é celebrado o 150º aniversário do líder indiano. Os restos mortais ficavam no lugar desde 1948, ano no qual Gandhi foi assassinado.

A principal suspeita é que o crime tenha sido cometido por extremistas hindus. Isso porque, além do roubo, os criminosos também rabiscaram “traidor” em fotografias de Gandhi. Para extremistas hindus, o líder indiano era visto como um traidor por defender a unidade com os muçulmanos.

“Abri o portão de Bhawan de manhã cedo porque era o aniversário de Gandhi. […] Quando voltei por volta das 23:00, vi que os restos mortais de Gandhi estavam ausentes e seu pôster foi desfigurado”, afirmou Mangaldeep Tiwari, zelador do memorial de Bapu Bhawan.

O crime está sendo investigado pela polícia indiana com base em ações “prejudiciais à integração nacional”, além de uma possível violação da paz.

Gandhi se tornou notório ao liderar um movimento pacífico de resistência contra o domínio colonial britânico na Índia. Mesmo 70 anos após a sua morte, o líder indiano ainda é tido como exemplo por milhões de pessoas ao redor do mundo.

No entanto, a admiração por Gandhi não é compartilhada por extremistas hindus. Os hindus consideram que Gandhi era muito pró-muçulmano. A visão levou um extremista a assassinar o líder indiano em janeiro de 1948. Após a morte, Gandhi foi cremado e suas cinzas foram divididas em diferentes memoriais em toda a Índia.

Fontes:
BBC-Gandhi's ashes stolen and photo defaced on 150th birthday

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *