Início » Internacional » Colômbia vai retomar as negociações de paz com o ELN
EM NEGOCIAÇÃO

Colômbia vai retomar as negociações de paz com o ELN

ELN é o maior grupo de guerrilha armado da Colômbia desde o desarmamento das FARC

Colômbia vai retomar as negociações de paz com o ELN
Juan Manuel Santos recebeu um Nobel da Paz pelos seus esforços pela negociação com os grupos (Foto: Flickr)

A Colômbia vai retomar as negociações de paz com a guerrilha armada Exército de Libertação Nacional (ELN). A afirmação foi feita pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, na última segunda-feira, 12, na sede da presidência em Bogotá e confirmada em nota pelo ELN.

As negociações com o grupo de guerrilha se intensificaram depois que o governo colombiano firmou um acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que se tornaram um partido político: a Força Alternativa Revolucionária do Comum (FARC).

No último domingo, 11, a FARC participou de suas primeiras eleições legislativas, tendo um fraco desempenho nas urnas, mas garantindo cinco representantes no Senado e cinco na Câmara graças ao acordo de paz.

As negociações do governo colombiano com o ELN, que começaram em 2014, foram interrompidas em janeiro deste ano, após o acordo de cessar-fogo entre o grupo e o governo, firmado em setembro do ano passado, chegar ao fim. Com isso, o grupo de guerrilha voltou a promover suas ações na Colômbia, com o ataque do ELN a uma delegacia em Barranquilha sendo o estopim para que as conversas fossem congeladas.

Agora, o governo colombiano decidiu retomar as negociações de paz com o grupo de guerrilha, pois o ELN cumpriu a sua palavra de não promover ataques durante as eleições legislativas e as consultas partidárias primárias, que ocorreram no último domingo. No entanto, o presidente Santos ainda não informou quando as negociações serão retomadas.

“O ELN cumpriu o cessar-fogo unilateral que decretou em ocasião das eleições. É com gestos como esse, e não com ataques terroristas, que o grupo pode reconstruir a confiança necessária para avançar no caminho do diálogo”, declarou Santos em seu pronunciamento, conforme informou a agência de notícias alemã Deutsche Welle. 

As negociações entre o governo colombiano e o ELN voltarão a ocorrer em Quito, a capital do Equador, um terreno neutro tanto para o grupo quanto para o governo da Colômbia. Através do comunicado, o ELN, que é o maior grupo armado da Colômbia depois do desarmamento das FARC, mostrou-se satisfeito com a retomada das negociações de paz.

O grupo de guerrilha afirmou que vai atender “ao chamado do presidente Santos para reiniciar as conversas, com a convicção de que é melhor fazer o diálogo durante um cessar-fogo bilateral, e que a agenda pactuada deve ser seguida com rigor e rapidez”. As partes estão negociando os processos de paz publicamente desde 2017, depois do diálogo ter sido adiado em vários meses.

De acordo com o presidente colombiano, o governo e o ELN devem firmar um novo acordo de cessar-fogo “amplo e verificável”, impedindo que atos de violência voltem a ocorrer e as negociações de paz sejam, mais uma vez, interrompidas. Desde o fim do cessar-fogo bilateral, em janeiro, “foram muitos mortos de ambos os lados”, conforme apontou Juan Manuel Santos.

“Nós avançaremos com prudência, firmeza e perseverança até concordarmos com a desmobilização, o desarmamento e a reintegração do ELN, ou seja, a paz completa”, concluiu o presidente.

Acordo de paz com as FARC

A intenção do governo colombiano é conseguir com o ELN o mesmo êxito nas negociações que obteve com as FARC, encerrando um conflito armado que durou mais de meio século. Na ocasião, os esforços de Juan Manuel Santos para que o acordo de paz fosse firmado renderam a ele um prêmio Nobel da Paz.

Amplo, o acordo de paz com as FARC chegou a um novo momento no início de março, antes mesmo da realização das eleições legislativas colombianas. No primeiro dia de março, o Tribunal Constitucional da Colômbia aprovou a Lei da Anistia para ex-guerrilheiros do grupo armado.

Fontes:
DW-Colômbia decide retomar negociações de paz com ELN
BBC-Colombia calls ELN rebels back to peace talks

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *