Início » Economia » Concorrência ameaça cervejarias dos EUA
NEGÓCIOS

Concorrência ameaça cervejarias dos EUA

A mudança no hábito de consumo de bebidas alcoólicas e a presença de gigantes do mercado de cerveja, como a AB InBev, preocupa as pequenas cervejarias artesanais nos EUA

Concorrência ameaça cervejarias dos EUA
Vendas das marcas Bud Light e Budweiser caíram em mais de 8% (Foto: Flickr/Jhong Dizon)

No dia 4 de julho, os americanos comemoram a independência dos EUA, mas também aproveitam o feriado para fazer churrasco e beber cerveja. Para os que gostam de cerveja, a oferta é enorme. Hoje, os EUA têm 5 mil cervejarias, em comparação com apenas 100 há 35 anos. As marcas vão desde a tradicional Budweiser a cervejas artesanais que levam erva-doce, alcaçuz e anis em sua preparação.

Porém, os produtores de cerveja estão preocupados. Durante alguns anos, o consumo da bebida estabilizou-se, mas no período de três meses até 17 de junho as vendas caíram 1% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Nielsen.

A queda nas vendas é resultado de dois problemas. Primeiro, há quase 20 anos o consumo de vinho e bebidas destiladas está aumentando mais rápido do que o da cerveja. As mulheres preferem beber vinho e bebidas destiladas. Os homens gostam de uísque e vinho.

Em segundo lugar, após anos de crescimento, as vendas de cerveja artesanal caíram 0,7% nas 13 semanas até 17 de junho. É possível que o mercado de cerveja artesanal tenha atingido seu limite, em razão do número menor de pessoas que tem o hábito de comprá-la.

Com a redução das vendas, muitas cervejarias pequenas estão preocupadas com a concorrência de gigantes como a AB InBev, que controla cerca de metade do mercado americano de cerveja. No entanto, a empresa teve uma queda ainda mais acentuada na demanda de cerveja do que as cervejarias artesanais. Nas quatro semanas até 17 de junho, as vendas das marcas Bud Light e Budweiser caíram em mais de 8%, uma diminuição proporcional ao volume de vendas em meio à crise financeira de 2009.

Fontes:
The Economist-Craft beer in America goes flat

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *