Início » Internacional » Congresso dos EUA autoriza bombardeio no Iraque
Nesta Data

Congresso dos EUA autoriza bombardeio no Iraque

Em 12 de janeiro de 1991, o Congresso dos EUA autorizou ataque ao Iraque na Guerra do Golfo

Congresso dos EUA autoriza bombardeio no Iraque
Tropas americanas com as grandes fogueiras ao fundo. Saddam mandou incendiar os poços de petróleo em represália aos ataques norte-americanos (Foto: Reprodução/Internet)

No dia 12 de janeiro de 1991, o Congresso dos EUA autorizou o presidente George Bush a atacar o Iraque na Guerra do Golfo. A guerra, que se iniciou no dia 2 de agosto de 1990 e teve fim em 27 de fevereiro de 1991, iniciou-se com um conflito entre Kuwait e Iraque e, posteriormente, outras nações se envolveram no conflito, entre elas os EUA.

A guerra começou quando o presidente iraquiano a época, Saddam Hussein, reclamou da política de exploração de petróleo do Kuwait que causava queda de preços do produto. Saddam exigiu indenização, fato ignorado pelos adversários. Por esse motivo, tropas iraquianas invadiram o território do oponente e deram início a guerra.

Os EUA e outros países tentaram parar o conflito, pois com o golfo pérsico fechado eles perderam seus maiores fornecedores de petróleo, mas inicialmente não tiveram sucesso.

No fim de 1990, a ONU deu um prazo até o dia 15 de janeiro do ano seguinte para que o Iraque retirasse as tropas do território do Kuwait sob ameaça de ataque militar. Ignorada pelo líder iraquiano, a ONU autorizou os EUA a liderar os ataques.

No dia 12 de janeiro de 1991, o presidente Bush conseguiu autorização do congresso de seu país para realizar o bombardeio. No dia 17 de janeiro de 1991, após o fim do prazo dado pela ONU, os EUA massacraram o Iraque com um bombardeio massivo. Em pouco tempo o país foi destruído.

Como represália aos bombardeios, o presidente iraquiano Saddam Hussein, mandou incendiar os poços de petróleo do Kuwait, criando imensas “fogueiras” e chuva de óleo no território do país. No dia 28 de fevereiro, o presidente norte-americano declarou cessar-fogo, dando fim à guerra.

Fontes:
InfoEscola-Guerra do Golfo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *