Início » Economia » Conheça a ideia de ‘decrescimento sustentável’
'VISÃO DE UM FUTURO'

Conheça a ideia de ‘decrescimento sustentável’

Movimento defende menos, em vez de mais produção e consumo

Conheça a ideia de ‘decrescimento sustentável’
"O único crescimento sustentável é o decrescimento" (Fonte: Reprodução/Ecopolitica.org)

Aconteceu no fim de agosto na cidade de Malmö, na Suécia, a 6.ª Conferência Internacional de Decrescimento (degrowth, no termo em inglês). A conferência reuniu entre os dias 21 e 25 de agosto pesquisadores das áreas da economia, ciências ambientais, ciências sociais, mas também artistas, ativistas e organizações não-governamentais.

Mas o que é “decrescimento sustentável”? Em artigo publicado nesta semana no jornal Público, de Portugal, a ex-astrônoma e PhD em Sustentabilidade Ana Poças Ribeiro explica:

“É uma redução dos níveis de produção e consumo, aumentando o bem-estar de todos e melhorando as condições ecológicas e a igualdade no planeta. É a visão de um futuro em que as sociedades vivam dentro das suas possibilidades ecológicas, com economias abertas mas localizadas, e em que os recursos sejam distribuídos mais justamente, através de novas formas de instituições democráticas. Estas sociedades já não serão obrigadas a “crescer ou morrer”. A acumulação de bens materiais deixará de ser predominante no imaginário cultural. A pré-eminência da eficiência será substituída pela noção de suficiência e a inovação deixará de se focar na tecnologia pela tecnologia, para se concentrar em novas organizações sociais e técnicas que nos permitam viver em convívio e frugalmente. O decrescimento sustentável não se limita a desafiar a primazia do PIB como principal objetivo político, mas propõe também uma transformação para níveis mais baixos e sustentáveis de produção e consumo, contraindo o sistema econômico para dar mais espaço aos ecossistemas e à cooperação”.

Uma das ideias, diz Ana Poças, é, além da garantia de uma renda mínima para as pessoas, limitar mesmo os salários: “Limitar salários é uma forma de reduzir desigualdades, de reduzir consumo insustentável e especulação e de repensar a sociedade”.

“Hoje em dia, os empregos em que menos se contribui para a sociedade são dos melhor remunerados, como as consultorias fiscais para fugir aos impostos legalmente. Por outro lado, os trabalhos mais importantes são dos pior remunerados, como as limpezas ou a agricultura. Faz sentido?”, pergunta ela.

A primeira conferência de decrescimento aconteceu há dez anos em Paris. Barcelona, Veneza, Leipzig e Budapeste também já sediaram o evento. A próxima está prevista para 2020, ainda sem local definido.

Fontes:
Público - A economia contra os limites da Terra: o decrescimento sustentável é a solução

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Paulo Brandão disse:

    Que é isso? Uma nova reencarnação da Internacional Socialista? Expliquem aos pobres da Ásia, África e América Latina como eles vão participar deste paraíso socialista de intervenção estatal, sem a livre iniciativa para criar riquezas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *