Início » Internacional » Conservada por lava, aldeia pré-hispânica se torna cápsula do tempo no México
arqueologia

Conservada por lava, aldeia pré-hispânica se torna cápsula do tempo no México

Arqueólogos exploraram aldeia da era pré-hispânica, conservada no tempo por uma grande erupção vulcânica, ocorrida entre 627 e 630 a. C, que a deixou coberta de lava

Conservada por lava, aldeia pré-hispânica se torna cápsula do tempo no México
Nesta nova etapa, arqueólogos encontraram o que pode ser a fundação de uma casa (Divulgação/INAH)

Em plena Cidade do México, uma das capitais mais populosas do mundo, existe uma cidade da era pré-hispânica considerada por arqueólogos uma verdadeira cápsula do tempo.

A cidade fica na zona de Cuicuilco, ao sul da capital mexicana. O local é uma das primeiras áreas de pesquisa arqueológicas do México. Lá viveram importantes povos antigos da história do continente americano, entre eles os astecas.

No entanto, os povos locais conviviam com as constantes erupções do vulcão Xitle, um dos cinco situados na área. Segundo arqueólogos, uma erupção ocorrida entre os séculos 627 e 630 a.C. forçou a evacuação do local, obrigando os moradores a deixar todos os seus pertences para trás. A lava do vulcão cobriu a cidade, deixando-a congelada no tempo.

Entre 1917 e 1924, arqueólogos iniciaram uma escavação no local, encontrando a cidade sob seis metros de rocha vulcânica. Os objetos dos antigos moradores foram achados quase intactos, entre eles cerâmicas, estátuas e facas de pedra que ainda conservavam o fio cortante.

A escavação foi abandonada durante décadas, sendo retomada recentemente pelo Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México. Nesta nova etapa, arqueólogos encontraram o que pode ser a fundação de uma casa. Os arqueólogos espera que a continuação dos trabalhos forneça indícios importantes de como viviam os povos mais antigos do continente americano.

Fontes:
BBC-Coberta por lava, aldeia no México virou 'cápsula do tempo' de civilizações antigas da América

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *