Início » Internacional » Coreia do Norte envia ministro de Relações Exteriores à Suécia
DIPLOMACIA

Coreia do Norte envia ministro de Relações Exteriores à Suécia

A Suécia é cotada para sediar o encontro entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un

Coreia do Norte envia ministro de Relações Exteriores à Suécia
Ri Yong-ho tem sido um importante membro nas relações internacionais da Coreia do Norte (Foto: Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, viajou para a Suécia nesta quinta-feira, 15, após fazer escala em Pequim, na China.

Os suecos representam os interesses dos Estados Unidos em território norte-coreano, já que os americanos não contam com um embaixador no país. Por conta disso, a Suécia é cotada para sediar o encontro entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un. A expectativa é de que o encontro entre os líderes reduza a tensão, a frequente troca de ameaças e as rodadas de sanções aplicadas pelos americanos sobre a Coreia do Norte ao longo de 2017.

De acordo com o governo da Suécia, conforme informou o jornal sueco Dagens Nyheters, a ministra das Relações Exteriores do país, Margot Wallström, deve se encontrar com Ri Yong-ho futuramente. A Suécia é um dos poucos países ocidentais a manter uma embaixada em Pyongyang, a capital da Coreia do Norte, com relações diplomáticas entre os países ocorrendo desde 1973.

De acordo com a chancelaria sueca, “o objetivo da visita é contribuir com a implementação efetiva das resoluções”, fazendo referência à condenação do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) ao programa nuclear norte-coreano, que pode ser congelado, segundo Kim Jong-un.

Ri Yong-ho é um importante membro das relações internacionais norte-coreanas. Sempre envolvido em conversas com outros países, o ministro já foi diplomata em Estocolmo, capital da Suécia, e em Londres, capital da Inglaterra.

Ainda não se sabe quando ou onde vai ocorrer a cúpula entre Trump e Kim, mas especula-se que a viagem de Ri Yong-ho possa ser para iniciar os preparativos para o encontro entre os líderes. A reunião entre os chefes de Estado deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2018, antes do fim de maio.

Para 2018, a Coreia do Norte parece adotar uma política reconciliatória. Após Kim Jong-un anunciar, durante o discurso de ano novo, que estaria disposto a dialogar com a Coreia do Sul, os países se reaproximaram, participaram juntos em uma modalidade nas Olimpíadas de Inverno de 2018 e têm mantido um diálogo aberto.

Fontes:
Los Angeles Times-North Korean foreign minister to visit Sweden
Estadão-Chanceler norte-coreano viaja à Suécia, cuja embaixada em Pyongyang representa interesses americanos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *