Início » Cultura » Esportes » Coreia do Norte participará das Olimpíadas de Inverno, no Sul
RETOMADA DO DIÁLOGO

Coreia do Norte participará das Olimpíadas de Inverno, no Sul

Após reunião entre representantes das duas coreias, governo do Norte concorda em enviar delegação para os Jogos Olímpicos de Inverno no país vizinho

Coreia do Norte participará das Olimpíadas de Inverno, no Sul
Encontro entre representantes das duas Coreias marca tentativa de reaproximação, após mais de dois anos de conversas suspensas (Foto: Reprodução/Yonhap)

Uma porta-voz do Ministério da Unificação da Coreia do Sul confirmou nesta terça-feira, 9, que a vizinha Coreia do Norte enviará uma delegação para disputar os Jogos Olímpicos de Inverno, que serão realizados no próximo mês em Pyeongchang.

Leia também: Coreia do Sul propõe diálogo com Coreia do Norte

O anúncio foi feito durante uma reunião com representantes das duas coreias, a primeira em mais de dois anos. O encontro foi feito na aldeia de Panmunjom, na chamada “zona desmilitarizada” entre os dois países.

Na reunião, o vice-ministro da Unificação sul-coreano, Chun Hae-sung, propôs que os atletas dos dois países marchassem juntos durante a cerimônia de abertura, repetindo um ato simbólico feito nas Olimpíadas de Sidney, em 2000, e Atenas, em 2004, no período em que as relações intercoreanas estavam mais aquecidas.

Além da questão das Olimpíadas, os sul-coreanos também propuseram outras atividades conjuntas entre as duas nações durante o período dos jogos, como uma série de encontros entre famílias divididas pela Guerra da Coreia no Ano Novo Lunar.

Os dois países ainda anunciaram que irão restabelecer uma linha telefônica militar direta, que estava suspensa há mais de dois anos. A linha era o principal canal de comunicação militar entre os dois países na zona desmilitarizada. A expectativa é que ela seja reativada na próxima quarta-feira, 10, após passar por manutenções no lado norte-coreano. Entretanto, o programa nuclear norte-coreano e os testes de mísseis do país ficaram fora do debate.

A negociação entre as coreias marca uma tentativa de reaproximação e de acalmar a tensão nos dois lados, que nos últimos anos vinham trocando intimidações militares. Os dois países não estabelecem oficialmente relações diplomáticas e tecnicamente estão em guerra há mais de 65 anos.

A proposta de enviar uma delegação norte-coreana para os Jogos de Inverno havia sido sinalizada pelo líder do país Kim Jong-un, durante seu discurso de Ano Novo. Na ocasião, o líder norte-coreano falou em um tom mais amigável com o país vizinho.

“O ano de 2018 é significativo tanto para o Norte quanto para o Sul, com a Coreia do Norte comemorando seu aniversário de 70 anos e a Coreia do Sul sediando as Olimpíadas de Inverno. Devemos derreter as congeladas relações entre Coreia do Norte e Coreia do Sul, fazendo com que este ano tão significativo seja especialmente lembrado na história da nação”, disse Kim Jong-un em seu discurso.

Estados Unidos

Por outro lado, o diálogo pode prejudicar as relações entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos, um aliado histórico do país e que vem alimentando um clima de tensão com a Coreia do Norte, com a troca de insultos e ameaças entre o presidente americano Donald Trump e Kim Jong-un.

Durante o discurso de Ano Novo, Kim Jong-un pediu para que o país vizinho aliviasse as sanções internacionais contra o seu país e que suspendesse os exercícios militares conjuntos com os Estados Unidos. Para analistas, o líder norte-coreano estaria usando a participação nas Olimpíadas de Inverno como uma forma de danificar a aliança entre sul-coreanos e americanos.

Fontes:
Folha de S. Paulo-Coreia do Norte aceita mandar atletas para Olimpíada após reunião com Sul
O Globo-Coreias do Sul e Norte vão reabrir linha telefônica militar direta
G1-Coreia do Norte enviará delegação aos Jogos de Inverno, em Pyeongchang

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *