Início » Internacional » Crianças sírias sofrem ‘abusos atrozes’, diz ONU
Reflexo da guerra

Crianças sírias sofrem ‘abusos atrozes’, diz ONU

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, adverte que 'violações devem parar agora mesmo'

Crianças sírias sofrem ‘abusos atrozes’, diz ONU
Presença de ajuda humanitária em zonas afetadas pelo conflito é precária (Fonte: Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um documento divulgado pela ONU revelou que as crianças que vivem na Síria estão sofrendo “abusos atrozes” em decorrência da guerra que devasta o país há quase três anos.

A ONU também culpou o governo sírio e os grupos aliados por múltiplos assassinatos, mutilações e torturas. Os rebeldes, por sua vez, recrutaram jovens como soldados e adotaram táticas terroristas em zonas civis.

Essas informações constam em um documento das Nações Unidas entregue na última terça-feira, 4, ao Conselho de Segurança.

Ainda de acordo com o documento, menores de idade foram estuprados, espancados, expostos a descargas elétricas nos genitais e tiveram suas unhas arrancadas. Tais situações teriam ocorrido entre 1° de março de 2011 e 15 de novembro de 2013.

O desaparecimento de muitos menores também é denunciado pela ONU, que afirma ainda que crianças de 11 anos foram presas pelas forças governamentais por suposta associação com grupos armados.

Fontes:
AFP - ONU alerta para 'abusos atrozes' sofridos por crianças na guerra síria

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *