Início » Internacional » Crimes antissemitas crescem 20% na Alemanha
DADOS DE 2018

Crimes antissemitas crescem 20% na Alemanha

Maioria dos crimes é referente à exibição de suásticas – símbolo proibido no país -, discurso de ódio e pichações antissemitas

Crimes antissemitas crescem 20% na Alemanha
Além disso, os crimes xenófobos também cresceram 20% em 2018 (Foto: Mark Dixon/Wikimedia)

O antissemitismo segue em crescimento na Alemanha. Segundo números divulgados pelo governo alemão na última terça-feira, 14, crimes antissemitas tiveram um aumento de 20% em 2018.

A maioria dos casos são delitos não-violentos fisicamente, como exibição de suásticas, discursos de ódio e pichações antissemitas. Ao todo, 39% dos crimes são referentes a exibições da símbolos ilegais, como suástica nazista, que é proibida na Alemanha.

Ademais, de acordo com o ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, 90% dos 1,8 mil crimes registrados em 2018 foram praticados por cidadãos com ligação com a extrema-direita alemã. Paralelamente a isso, os judeus veem com preocupação a ascensão do partido populista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD), que tenta minimizar os crimes antissemitas.

“Ninguém deve fechar os olhos para esse aumento do antissemitismo. Os cidadãos, especialmente os com responsabilidade política, não podem aceitar que os judeus voltem a sofrer ameaças 74 anos depois do Holocausto”, afirmou Josef Schuster, presidente do Conselho Central de Judeus na Alemanha.

Um dado semelhante foi registrado com relação à xenofobia – o ódio aos imigrantes. Segundo as estatísticas, foram registrados, em 2018, 7,7 mil crimes xenófobos, um aumento de 20% em comparação com o ano anterior, quando foram contabilizados 6.434 crimes. Por outro lado, também foi registrada uma redução nos crimes com motivação política, caindo cerca de 9%.

Estima-se que na Alemanha vivem 200 mil judeus atualmente. De acordo com o Conselho Central dos Judeus, 100 mil deles frequentam regularmente os serviços judaicos no país. Um relatório divulgado pelo Conselho Europeu em 2018 demonstra que dois terços dos alemães acreditam que o antissemitismo é um problema na Alemanha.

O problema relacionado ao antissemitismo, porém, vai além da percepção de que os crimes antissemitas estão crescendo no país. Através das redes sociais, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, usou uma pesquisa feita pela CNN para afirmar que 40% dos jovens alemães sabem pouco sobre o Holocausto.

“Estou muito preocupado com isso. Compreender a própria história é mais do que apenas o conhecimento do passado. A consciência da história é a melhor proteção contra a intolerância, o racismo e o antissemitismo. Precisamos fechar as lacunas de conhecimento. […] Porque não são apenas os fatos que estão disponíveis em todos os momentos, mas também meias-verdades, mentiras e ódio”, escreveu Maas.

Leia também: Antissemitismo avança no mundo

Fontes:
The New York Times-Anti-Semitic Crime Rises in Germany, and Far Right Is Blamed
DW-Crimes antissemitas crescem 20% na Alemanha

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *