Início » Internacional » Crise acelera taxas de divórcio
Divórcio e economia

Crise acelera taxas de divórcio

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma pesquisa realizada neste mês pela empresa de advocacia Mishcon de Reya sugeriu que a desaceleração econômica vai levar a uma onda de divórcios entre as pessoas mais bem pagas do centro financeiro de Londres.

E isto já aconteceu antes. A recessão do início dos anos 1990 levou a uma série de divórcios entre os ricos. Uma explicação é que as pessoas pedem o divórcio antes que a contração do crédito reduza a possibilidade de se fazer um acordo lucrativo após a separação. Uma vez que os ganhos recentes são um dos fatores levados em conta nestes acordos, faz sentido pedir logo o divórcio do que deixá-lo para depois.

Outros afirmam que o dinheiro faz com que os casais evitem lidar com as dificuldades nos seus relacionamentos, funcionando como uma distração. Por outro lado, os problemas vêm à tona de forma mais determinante em tempos mais difíceis. Para os casais de classe média, a ligação entre as taxas de divórcio e as condições econômicas é menos evidente.

 

 

Fontes:
Economist - Divorce and economic growth: Negatively correlated

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *