Início » Internacional » Cuba é o primeiro país a eliminar transmissão do HIV de mãe para filho
feito inédito

Cuba é o primeiro país a eliminar transmissão do HIV de mãe para filho

País registrou em 2013 os casos de apenas dois bebês que nasceram com HIV e três que nasceram com sífilis congênita

Cuba é o primeiro país a eliminar transmissão do HIV de mãe para filho
Cuba cumpriu o desafio de eliminar a transmissão materna de HIV e de sífilis (Fonte: Reprodução/Pixabay)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu oficialmente nesta terça-feira, 30, Cuba como o primeiro país a eliminar a transmissão materna do HIV.

Em cerimônia na sede da Organização Panamericana da Saúde (uma filial regional da OMS) em Washington, a OMS entregou a Cuba a primeira certificação do mundo que reconhece que um país cumpriu o desafio de eliminar a transmissão entre mãe e filho de HIV e também de sífilis.

“O sucesso de Cuba demonstra que o acesso universal e a cobertura universal de saúde são viáveis e são de fato a chave para o sucesso, mesmo contra tais desafios complexos como o HIV”, afirmou a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde, Carissa Etienne.

Cuba registrou em 2013 os casos de apenas dois bebês que nasceram com HIV e somente três que nasceram com sífilis congênita. Estes números estão bem abaixo dos limites estipulados pela OMS para a eliminação da transmissão materna destas doenças.

A OMS informou que outros seis países e territórios também podem solicitar a validação da dupla eliminação destas doenças: Anguila, Barbados, Canadá, EUA, Montserrat e Porto Rico.

Ainda de acordo com a OMS, cerca de 1,4 milhão de mulheres que vivem com HIV ficam grávidas no mundo todos os anos. As chances de elas transmitirem o vírus para seus filhos é de 45%, caso não recebam tratamento.

Fontes:
Bem Estar - OMS certifica Cuba como 1º país a eliminar transmissão materna do HIV

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *