Início » Internacional » Dicas do que não levar em viagens de negócios
excesso de bagagem

Dicas do que não levar em viagens de negócios

Uma lista para as pessoas que têm o hábito de carregar um excesso de bagagem

Dicas do que não levar em viagens de negócios
O que as pessoas que viajam a negócios poderiam não levar em sua mala? (Foto: Flickr)

A maioria dos escritores de viagem tem milhares de dicas sobre o que levar em viagens. (Gulliver é um entusiasta dos modems sem fio e celulares com conexão de rede a outros equipamentos.) Mas a Map Happy teve uma ideia melhor: que tal fazer uma lista para as pessoas que têm o hábito de carregar um excesso de bagagem? O que as pessoas que viajam a negócios poderiam não levar em sua mala? A seguir, transcrevo a lista de Melissa Roskowski (com o acréscimo de alguns comentários):

  • Malas com rodas, que não funcionam bem em superfícies irregulares e ocupam um espaço precioso no compartimento de bagagem.
  • Travesseiros infláveis para o pescoço. (Admito que tive um, mas só o usei uma vez.)
  • Artigos de limpeza para pias.
  • Cintos para guardar dinheiro e pastas para guardar dinheiro e documentos. (Esses são acessórios de turistas que viajam pela primeira vez ao exterior, e não de pessoas que fazem viagens de negócios frequentes. Nunca compareça a uma reunião de negócios usando um cinto para guardar dinheiro.)
  • Itens especiais de “viagem”. (Ver lista anterior.)
  • Carteira com chip de Identificação por radiofrequência (RFID) para passaporte e carteira de identidade. (É um terrível aborrecimento ter o passaporte ou qualquer outro documento roubado. Mas pagar para protegê-lo de um roubo eventual é um desperdício de dinheiro para a maioria das pessoas.)
  • “Almofada para apoio dos braços na poltrona do avião.” (Clique na lista da Map Happy para ler a explicação.)

Todos esses itens são perfeitamente dispensáveis, assim como os relacionados a seguir:

  • Roupas em excesso. É provável que já esteja com a mala cheia. Você de fato precisa de um quarto par de calças? A menos que seja muito desastrado e suje com frequência as roupas, não vale a pena. A maioria dos hotéis tem serviço de lavagem a seco em caso de emergência. E em quase todas as cidades é fácil encontrar uma lavanderia perto do hotel. É essencial levar mais meias e roupas íntimas, mas você pode poupar muito espaço e aborrecimento se deixar o resto do guarda-roupa em casa.
  • Sapatos em excesso. Os sapatos ocupam muito espaço. Escolha as roupas que irá levar de acordo com os sapatos e tente limitar o número de sapatos para uma viagem curta. Um par para reuniões de trabalho ou sociais e um tênis para a ginástica é o suficiente.
  • Livros. São pesados e volumosos. Deixe-os em casa e compre um Kindle Paperwhite (não um tablet; veja a seguir).
  • Seu tablet é desnecessário (a menos que seja seu computador principal). O celular e o laptop têm as mesmas funções. Se quiser ler uma revista, compre a Economist no aeroporto.
  • Produtos de higiene pessoal. É provável que se hospede em um hotel. Os hotéis oferecem produtos de higiene pessoal. Além disso, possivelmente o destino de sua viagem de negócios é uma cidade, onde pode comprar esses produtos.
  • Água. Nem pense em levar água. Cada litro de água na mala pesa um quilo, mais o peso do recipiente. Nunca faça isso.

Essa lista não é radical. Seria interessante ouvir sugestões ainda mais minimalistas.

Fontes:
The Economist-What not to bring

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *