Início » Internacional » Dinamarca quer isolar imigrantes indesejados em ilha
POLÊMICA

Dinamarca quer isolar imigrantes indesejados em ilha

Governo quer enviar imigrantes que tiveram pedido de asilo negado para ilha remota, onde fica um centro de pesquisa de doenças animais contagiosas

Dinamarca quer isolar imigrantes indesejados em ilha
'Eles não são bem-vindos na Dinamarca, e vão se sentir assim', disse a ministra de Imigração, Inger Stojberg (Foto: YouTube)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governo da Dinamarca planeja isolar imigrantes considerados indesejáveis em um dos lugares menos acolhedores do país: uma pequena, remota e desabitada ilha, onde ficam laboratórios, estábulos e crematórios de um centro de pesquisas de doenças animais contagiosas.

“Eles não são bem-vindos na Dinamarca, e vão se sentir assim”, disse a ministra de Imigração dinamarquês, Inger Stojberg, em uma postagem no Facebook.

Como se fosse para deixar clara a mensagem de Stojberg, um dos dois barcos que faz o transporte para a ilha se chama “Vírus”.

A medida foi anunciada na semana passada e foi elaborada pelo governo de centro-direita dinamarquês e a legenda de direita Partido do Povo. O acordo visa transportar para a ilha Lindholm cerca de 100 imigrantes com antecedentes criminais que tiveram o pedido de asilo negado pelo governo, mas não podem ser devolvidos a seus respectivos países de origem – por risco de perseguição, abuso ou por não serem aceitos de volta.

Com cerca de 69 mil metros quadrados, a ilha fica na entrada do Mar Báltico, a cerca de três quilômetros da costa mais próxima. Os imigrantes a serem levados para a ilha terão de se apresentar diariamente para a central de controle, e estarão sujeitos a prisão caso não o façam.

“Vamos minimizar o máximo possível o número de partidas de balsas [para a ilha]. Vamos tornar a tarefa [de ir e voltar] o mais complicada e cara possível”, disse à emissora dinamarquesa TV2 o porta-voz do Partido do Povo, Martin Henriksen.

As instalações onde serão alojados os imigrantes na ilha têm um custo estimado anual de US$ 115 milhões e estão previstas para serem inauguradas em 2021. O acordo para o transporte de imigrantes foi fechado como parte das negociações anuais de orçamento do governo.

A vice-diretora executiva do Instituto Dinamarquês para os Direitos Humanos, Louise Holck, garantiu que sua organização vai acompanhar “muito de perto” a situação por possíveis violações das obrigações internacionais da Dinamarca.

Na Dinamarca, assim como em muitos lugares da Europa, a onda de migrantes recebidas entre 2015 e 2016 desencadeou uma reação populista e nativista. O plano de alojar os imigrantes indesejados na ilha Lindholm é um passo além da política dinamarquesa de motivar pessoas que não conseguiram asilo a deixar o país ao fazer da vida delas um inferno.

Requerentes de asilo com antecedentes criminais não têm permissão para trabalhar na Dinamarca. Aqueles que não podem ser enviados de volta ao país de origem são acomodados em instalações onde não podem preparar refeições, recebem um subsídio do governo de U$ 1,20 por dia, que é retido caso não cooperem com as autoridades.

Este ano, a Dinamarca aprovou uma lei que bane o uso da burca no país, na esteira de um debate sobre vestimenta islâmica, vista por alguns como algo “não dinamarquês”.

Este mês, o parlamento pretende aprovar uma lei que exige que imigrantes requerentes de asilo que desejam obter cidadania apertem as mãos de oficiais do governo, como parte da cerimônia de naturalização – embora alguns muçulmanos argumentem que em sua cultura pessoas de sexos opostos não apertam as mãos. O governo afirma que o aperto de mãos é um dos valores básicos da Dinamarca.

Fontes:
The New York Times-Denmark Plans to Isolate Unwanted Migrants on a Small Island

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Contra quaisquer CRIMINOSOS e SEUS AMIGOS disse:

    Contra quaisquer CRIMINOSOS e SEUS AMIGOS !

    É pá, eu junto-me à Extrema-Direita Dinamarquesa se colocarem nessa pequena ilha todos OS CORRUPTOS e Políticos AMIGOS DELES que existem em Portugal ! 🙂 😉
    E contem comigo para “partir-lhes as fuças” ! 🙂 😉 3:)

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *