Início » Internacional » Dinheiro e política
Eleições nos EUA

Dinheiro e política

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O dinheiro é obviamente importante na política norte-americana, mas alguns candidatos a presidência conseguem um retorno melhor dos seus investimentos do que outros.

Os democratas Hillary Clinton e Barack Obama — os maiores gastadores do partido — já utilizaram mais de US$ 40 milhões em suas campanhas, cada um. O republicano Mitt Romney já gastou mais de US$ 50 milhões. Eles, pelo menos, conseguiram até agora um número de delegados que justifica seus gastos.

Até agora, Rudy Giuliani gastou mais de US$ 30 milhões, e tem apenas um único delegado — isto deve mudar na primária da Flórida, nesta terça-feira. O mais eficiente é Mike Huckabee, que tem 40 delegados para um gasto de US$ 1,6 milhão — cerca de US$ 42 mil por delegado. Mitt Romney, por exemplo, tem um gasto de US$ 908 mil por delegado. Um democrata precisa de 2.025 delegados para selar sua nomeação. Já um republicano precisa de apenas 1.191 delegados.

Fontes:
Economist - Cash in politics -- Money can't buy you love

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Internacional

Dinheiro e política

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Site americano informa sobre políticos cujo voto é influenciado por doações para campanha.

O MAPLight.org divulga as contribuições financeiras para as campanhas eleitorais e demonstra como os políticos votam.

Segundo os organizadores, o objetivo do site é oferecer ao leitor uma visão mais clara da ligação entre política e dinheiro. Fica transparente a correlação entre doações para campanha e os votos dos deputados.

Atualmente, o site cobre o Congresso americano e os políticos da Califórnia.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Adilson Gomes de Paula disse:

    Aqui na Lulalândia não daria certo, pois todo mundo vota conforme sua consciência e não como os contribuintes da campanha querem. Mais uma vez o Primeiro Mundo se curva ante o Brasil, onde nunca antes na história tivemos políticos tão honestos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *