Início » Internacional » Donald Trump estuda comprar a Groenlândia
ILHA ESTRATÉGICA

Donald Trump estuda comprar a Groenlândia

Fontes ouvidas pelo ‘Washington Post’ apontam que o presidente vem discutindo a questão com assessores e conselheiros em reuniões e jantares

Donald Trump estuda comprar a Groenlândia
Não é a primeira vez que os EUA cogitam a compra da ilha (Foto: Itinari)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vem consultando sua equipe de assessores e conselheiros sobre a possibilidade de comprar a Groenlândia – uma gigantesca ilha, que fica entre o Atlântico Norte e o Oceano Ártico, e é território autônomo da Dinamarca.

A informação foi repassada ao jornal Washington Post por duas fontes da Casa Branca, que presenciaram as discussões em torno do tema.

Segundo as fontes, o presidente americano vem levantando o debate em torno da compra da ilha em reuniões e jantares. A questão vem gerando reações diferentes entre membros de sua equipe. Alguns celebram a ideia como uma sólida estratégia econômica, outros permanecem céticos sobre a compra, acreditando se tratar de um impulso passageiro do presidente. Há também os que encaram a questão como uma piada de Trump sobre seu poder como presidente dos EUA.        

Uma das fontes descreveu como exemplo um jantar no qual Trump disse que foi aconselhado a comprar a ilha porque a Dinamarca enfrenta problemas econômicos para mantê-la. “O que vocês pensam sobre isso? Acham que daria certo?”, questionou o presidente.

Alguns fatores despertam o interesse pela gélida ilha. Primeiro, a abundância em recursos naturais que ela guarda. Segundo, sua posição estratégica para os EUA: a ilha é onde fica a Base Aérea de Thule, a base militar mais ao norte dos EUA, construída em 1951. Ela é de grande importância para detectar eventuais mísseis balísticos vindos da Rússia. Em terceiro lugar, a compra da ilha seria de grande potencial para o legado de Trump, como foi para o ex-presidente Dwight Eisenhower assinar, em 1959, a emenda constitucional que tornou o Alasca o 49º estado dos EUA.

Os EUA já discutiram a compra da Groelândia em outras ocasiões. Em 1867, o então Secretário de Estado, William Seward, manifestou interesse pela ilha. Em 1946, boatos apontavam que o então presidente Harry Truman discutia a ideia.

De qualquer forma, o governo local da Groelândia já manifestou sua opinião sobre uma possível compra. Em entrevista à Reuters nesta sexta-feira, 16, a ministra das Relações Exteriores da Groenlândia, Ane Lone Bagger, disse que a ilha não está à venda. “Estamos abertos para negócios, mas não à venda”, disse a ministra.

Fontes:
CNN-Trump inquires about US buying Greenland, but it's not for sale

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    “Em 1867, os Estados Unidos compraram o território do Alasca ao Império Russo. A operação foi conduzida pelo Secretário de Estado norte-americano William Henry Seward.
    À época, a transação foi considerada absurda e era referida como “a loucura de Seward” (William H. Seward’s folly). O território comprado, com área aproximada de 1 600 000 km² (600 000 milhas quadradas), constitui o atual estado estadunidense do Alasca”.

    O que tem EISENHOWER a ver com a compra do ALASKA????????

  2. jayme endebo disse:

    Também não entendi o que o Eisenhower tem a ver com a compra do Alaska?

  3. DINARTE DA COSTA PASSOS disse:

    Deve ser um erro de colocação! EISENHOWER NADA A VER COM COMPRA DO ALASCA.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *