Início » Internacional » Dresden é bombardeada
Nesta Data

Dresden é bombardeada

No dia 13 de fevereiro de 1945, os aliados iniciaram um bombardeio contra a cidade de Dresden que deixou mais de 35 mil mortos

Dresden é bombardeada
Estado da cidade após o ataque aéreo, que teve duração de aproximadamente 14 horas (Foto: Reprodução/Internet)

Dresden é uma cidade alemã, antiga capital da saxônia, que foi bombardeada por mais de 14 horas durante a Segunda Guerra Mundial. Mais de 35 mil alemães morreram no ataque. A cidade abrigava uma indústria de porcelana e tinha uma arquitetura histórica da época do Império Saxão.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Dresden foi a cidade mais atingida na mais forte operação aérea dos países aliados. Na semana anterior, Berlim, Magdeburg e Chemnitz já haviam sido atacadas pelos explosivos lançados dos aviões aliados. Magdeburg foi a que mais sofreu nas primeiras investidas, sendo atacada nos dias 3 e 6 de fevereiro.

No planejamento inicial das forças aliadas, Dresden seria o primeiro alvo dos bombardeios, mas as condições climáticas levaram ao adiamento até o dia 13 de fevereiro de 1945. Foi mobilizada a maior força de ataque da história em direção ao local. Mais de 1.478 toneladas de explosivos de alta potência foram lançados pelos aviões britânicos. Na manhã seguinte, os americanos completaram o serviço com mais 771 toneladas.

Dresden não era um local estratégico do ponto de vista militar, o que botou em questão a moralidade do ataque. Segundo historiadores, o ataque teve como objetivo derrubar a moral dos exércitos de Hitler para acelerar a rendição e o fim da guerra.

Fontes:
Veja-O Massacre de Dresden

1 Opinião

  1. jayme endebo disse:

    A segunda guerra foi a guerra da barbárie mas os bombardeiros das cidades matando civis foi inaugurada pela própria alemanha e acabou provando do próprio veneno. muito triste para a humanidade mas foi o preço pago pela estupidez politica ideologica.
    Logo a seguir foi a vez dos japoneses experimentarem do mesmo veneno com uma superdose atomica.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *