Início » Internacional » Dubai investe bilhões em energia renovável
MEIO AMBIENTE

Dubai investe bilhões em energia renovável

Parque solar de 5.000 megawatts pode abastecer até 1,3 milhão de residências

Dubai investe bilhões em energia renovável
Investimento pode gerar até 1,3 milhão de residências (Foto: Divulgação/DEWA)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Sob o sol da Arábia, um esforço monumental de construção está progredindo. Localizado no interior do deserto de Dubai, o Parque Solar Mohammed Bin Rashid Al Maktoum – em homenagem ao vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos – continua a crescer e acaba de passar outro marco.

Em seu oitavo ano de desenvolvimento, as imagens de satélite já dão uma sensação de escala: quilômetros de energia fotovoltaica dispostos ao longo de linhas leste-oeste limpas. Uma vez terminada, a Autoridade de Energia e Águas de Dubai (DEWA) disse à CNN que o investimento de 50 bilhões de dirham (US$ 13,6 bilhões) poderia abastecer até 1,3 milhão de residências, reduzindo as emissões de carbono em 6,5 milhões de toneladas por ano.

Anunciado pela primeira vez em 2012 e com uma data de conclusão prevista para 2030, o parque solar de 5.000 megawatts levará três vezes mais tempo para terminar como o Burj Khalifa. As fases um e dois, já concluídas, compreendem 2,3 milhões de painéis fotovoltaicos com capacidade de 213 megawatts. A fase três, em construção profunda, acrescenta mais de 3 milhões de fotovoltaicos e outros 800 megawatts, e será concluída em 2020, segundo a DEWA.

Mas depois de anos se espalhando pelo chão do deserto, o projeto solar está agora subindo com a quarta fase – talvez o desenvolvimento mais ambicioso até agora.

Depois de inaugurar em março de 2018, a base agora está completa para o que a DEWA afirma ser a mais alta torre de energia solar concentrada (CSP) do mundo.

Ele usará espelhos chamados heliostatos para concentrar a luz do sol no topo da torre, a fim de aquecer um fluxo de sais fundidos. O calor é usado para alimentar turbinas a vapor, gerando eletricidade.

A Estratégia de Energia Limpa de Dubai 2050 está trabalhando para gerar 25% de sua produção de energia a partir de fontes limpas até 2030 e 75% até 2050 – o equivalente a uma capacidade de 42.000 megawatts.

Fontes:
CNN-$13.6B record-breaking solar park rises from Dubai desert

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *