Início » Economia » Rodrigo Duterte manda fechar ilha paradisíaca
MEDIDA POLÊMICA

Rodrigo Duterte manda fechar ilha paradisíaca

Presidente filipino quer que ilha seja limpa, mas o governo ainda não indicou nenhum plano para fazer isso

Rodrigo Duterte manda fechar ilha paradisíaca
Segundo o presidente, o tratamento de esgoto inadequado está transformando as praias em fossas (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente filipino Rodrigo Duterte cumpriu sua ameaça e mandou fechar a ilha Boracay para o turismo. A ilha é famosa por suas praias de areia branca e pelos seus recifes de corais. A proibição vai valer por seis meses.

Segundo o presidente, o tratamento de esgoto inadequado está transformando as praias em fossas. Na última quarta-feira, 4, o porta-voz do governo, Harry Roque, disse que a ilha vai ficar fechada para o turismo a partir do dia 26 de abril. A decisão ameaça a vida dos cerca de 40 mil residentes que dependem da renda do turismo.

Apesar de Duterte dizer que Boracay precisa se limpa, as autoridades ainda não indicaram nenhum plano para fazer isso. No mês passado, o governo assinou um acordo com o grupo Galaxy Entertainment, um operador de cassino e parceiro do governo filipino, para começar a construir, no ano que vem, um cassino de frente para praia orçado em US$ 500 milhões.

“Talvez o momento tenha sido apenas coincidência, mas eu posso dizer que isso é muito peculiar. Você quer fechar a ilha, mas, ao mesmo tempo, permite a entrada de um operador de cassino?”, questionou Nenette Graf, presidente da aliança de hotéis, restaurantes e outros negócios de Boracay.

Segundo um jornal local, o secretário de Meio Ambiente filipino, Roy Cimatu, admitiu a contradição, mas lembrou que o novo cassino vai precisar ter um certificado ambiental antes de abrir.

A rápida expansão do turismo em Boracay trouxe empregos e dinheiro, mas sobrecarregou a água, o sistema de lixo, o esgoto e o sistema de drenagem da ilha. Os donos de resorts dizem que o governo prometeu um sistema que trataria o esgoto. O que eles receberam no lugar, foi um sistema inadequado, que jogava a água suja na costa leste da ilha, na praia Bulabog.

Apesar de a medida ser drástica, não é a primeira vez que um governo na região sacrifica o turismo em prol da proteção ambiental. Há mais de uma década, a ilha malaia Sipadan, famosa pelos mergulhos, foi fechada ao turismo para permitir a reabilitação dos recifes.

Fontes:
The New York Times-Idyllic Philippine Resort Island of Boracay Is Closed to Tourists

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *