Início » Internacional » Dzhokhar Tsarnaev é condenado à morte por atentado na maratona de Boston
Pena capital

Dzhokhar Tsarnaev é condenado à morte por atentado na maratona de Boston

O atentado, o pior ataque terrorista em solo americano desde 11 de setembro de 2001, matou três pessoas e feriu outras centenas

Dzhokhar Tsarnaev é condenado à morte por atentado na maratona de Boston
Tsarnaev, de 21 anos, não demonstrou remorso, segundo o júri (Reprodução/FBI)

Um júri em um tribunal federal em Boston, nos EUA, condenou Dzhokhar Tsarnaev, de 21 anos, à morte nesta sexta-feira, 15, por sua participação no atentado a bomba durante a Maratona de Boston de 2013. O atentado, o pior ataque terrorista em solo americano desde 11 de setembro de 2001, matou três pessoas e feriu outras centenas.

No mês passado, o júri havia considerado Tsarnaev culpado de todas as 30 acusações contra ele, 17 das quais carregavam a pena de morte. O júri, composto por sete mulheres e cinco homens, o sentenciou à morte por seis dos 17 crimes capitais. Eles deliberaram por mais de 14 horas.

Tsarnaev e seu irmão mais velho, Tamerlan Tsarnaev, morto no dia do atentado, deixaram duas mochilas com bombas caseiras dentro de panelas de pressão perto da linha de chegada da maratona de Boston, no centro de Maryland.

Em sua decisão, o júri considerou que Tsarnaev não demonstrou nenhum remorso por suas ações e rejeitou o argumento da defesa de que seu irmão mais velho, Tamerlan, um jihadista autorradicalizado, havia feito uma lavagem cerebral nele para que ele participasse dos atentados.

Foi a primeira vez que um júri federal condenou um terrorista à morte no pós-11 de setembro, de acordo com Kevin McNally, diretor de uma ONG que coordena a defesa de réus em casos de pena capital.

Para muitos moradores de Boston, a condenação trouxe um sentimento de fechamento a todos aqueles impactados pelo horror daquele dia.  O atentado transformou a maratona, um rito tradicional de primavera da cidade, em uma cenário de guerra, com estilhaços, corpos desmembrados e sangue nas calçadas.

Em casos de pena de morte, um recurso é praticamente inevitável, e o processo geralmente leva anos, ou décadas. Dos 80 réus condenados à morte desde 1988, apenas três foram executados no país. A maioria dos casos ainda estão amarrados em recursos. No restante, as sentenças foram amenizadas, os réus morreram ou cometeram suicídio.

Fontes:
The New York Times - Dzhokar Tsarnaev gets death penalty in marathon bombing

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *