Início » Internacional » ‘Economist’ apoiaria Angela Merkel como secretária-geral da ONU
ONU

‘Economist’ apoiaria Angela Merkel como secretária-geral da ONU

Há muita pressão para que seja escolhida uma mulher do leste europeu

‘Economist’ apoiaria Angela Merkel como secretária-geral da ONU
Angela Merkel, chanceler alemã (Foto: Christlich Demokratische Union Deutschlands)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Quem vai ocupar o cargo de secretário-geral da ONU? O trabalho é descrito como “o mais impossível… do mundo”. Como esta pessoa pode afetar a vida de muita gente, é preciso escolher o melhor dos candidatos.

Há pressões para que uma mulher seja escolhida — porque nenhuma jamais ocupou o cargo — e que essa mulher seja do leste europeu, já que aquela parte do mundo nunca teve essa honra. Muitas mulheres do leste europeu podem ser candidatas, mas se uma delas for escolhida, deve ser por conta de sua habilidade e não por causa de seu gênero ou país de origem.

Independente de quem for escolhido, vai ter que ter jogo de cintura para lidar com problemas graves, como o abuso sexual cometido pelos capacetes azuis e os casos de corrupção. Manter a paz em lugares em que as pessoas estão matando umas as outras também é um desafio. A ONU atua em 16 missões de paz ao redor do mundo.

Um nome cotado nesta disputa é o da chanceler alemã Angela Merkel, embora poucos acreditem que ela aceitaria trocar seu cargo atual por um na ONU. Mas, caso ela aceite, a revista Economist a apoiaria.

Fontes:
The Economist-Get the best

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *