Reforma

Educação no México

fonte | A A A

Neste mês, o presidente Felipe Calderón lançou um programa educacional cujo objetivo é capacitar um milhão de professores em menos de uma geração. A Economist diz que esta talvez seja a reforma mexicana mais difícil de todas.

Professores serão contratados e promovidos de acordo com seus desempenhos em uma série de testes feitos por uma nova organização independente. Não se trata de uma nova lei, mas sim um de acordo com Elba Esther Gordillo, que está à frente do sindicato nacional dos professores. Elba é uma figura política poderosa no México. Seus críticos dizem que ela é mais política do que educadora e que seu sindicato há tempos é um obstáculo para melhorar a educação do país.

Em um programa de avaliação internacional realizado em dezembro, por exemplo, mais da metade dos estudantes de 15 anos foram incapazes de resolver questões de aritmética básica. O principal problema não são os salários dos professores, que são compatíveis com os de outras profissões no México, mas sim a qualidade destes professores. Desde 1992 o governo mexicano vem tentando resolver esta situação.

De volta ao topo comentários: (0)

Sua Opinião

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Estado

Cidade