Início » Internacional » Eleições em Portugal geram clima de incerteza
Portugal

Eleições em Portugal geram clima de incerteza

Em caso de derrota, o principal candidato da oposição vai tentar uma manobra com outras siglas de esquerda para inviabilizar o novo governo

Eleições em Portugal geram clima de incerteza
Embora seja uma situação sem precedentes na história portuguesa, o modelo parlamentarista e a Constituição do país permitem isto (Foto: Pixabay)

Em clima de incerteza e de uma possível crise constitucional, os portugueses vão às urnas, neste domingo, 4, para escolher seus novos deputados e o primeiro-ministro.

O principal candidato da oposição e líder do Partido Socialista, António Costa, deixou claro que se for derrotado na eleição, ele vai tentar uma manobra com outras siglas de esquerda para inviabilizar o novo governo.

Caso os socialistas sejam derrotados, mas a coligação do atual primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que comanda Portugal há quatro anos, não obtiver maioria absoluta na Assembleia, há espaço para a situação do “eles ganham, mas não levam”.

Embora seja uma situação sem precedentes na história portuguesa, o modelo parlamentarista e a Constituição do país permitem isto.

Como a eleição do primeiro-ministro não ocorre por voto direto, os portugueses votam em um de seus 14 partidos políticos e são estes, por sua vez, que vão eleger a lista de candidatos.

Fontes:
Folha de S. Paulo-Portugal vai às urnas neste domingo em clima de incerteza

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    Já existiram situações destas em Portugal!
    Quando não existe acordo entre os partidos, que será o mais provável porque a coligação que poderá vencer as eleições é da direita política e todos os outros partidos são de esquerda, acontecerão eleições antecipadas.
    Não acontece como aqui no Brasil, que quando o governo fica sem maioria, o Brasil fica ingovernável, porque a Constituição não tem capacidade para dar uma resposta imediata.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *