Início » Vida » Comportamento » Elite norte-coreana tem acesso a Gmail e Facebook
NÃO TÃO ISOLADOS ASSIM

Elite norte-coreana tem acesso a Gmail e Facebook

Relatório de empresa de inteligência dos EUA revela que a diminuta elite da Coreia do Norte tem hábitos na internet similares aos do resto do mundo

Elite norte-coreana tem acesso a Gmail e Facebook
Tais observações não se aplicam à maioria da população do país (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nos últimos anos, pesquisadores ocidentais têm peneirado dados da internet da Coreia do Norte em busca de atividades relacionadas ao lançamento de mísseis e planos de ataques cibernéticos planejados pelo isolado país asiático.

Porém, o que eles encontraram em vez disso os surpreendeu. O diminuto círculo da elite norte-coreana, dentro do qual estão as poucas pessoas do país com livre acesso à internet, demonstraram ter hábitos virtuais incrivelmente similares aos do resto do mundo. Eles usam seus smartphones para checar suas contas no Gmail, acessam contas no Facebook e no iTunes e procuram itens para comprar no site da Amazon e em seu concorrente chinês Alibaba.

A informação foi divulgada nesta terça-feira, 25, em um relatório da firma de inteligência americana Recorded Future, publicado pelo Washington Post. “Estes líderes estão fazendo muitas coisas parecidas com o que fazemos ao acordar de manhã. Eles não estão isolados”, disse Priscilla Moriuchi, integrante da Recorded Future, em referência aos membros do governo que também compõem o diminuto rol de beneficiados.

Segundo o relatório, tais observações se aplicam apenas ao estreito círculo da elite norte-coreana, pois a vasta maioria da nação de 25 milhões de habitantes é pobre e sem acesso à internet. Mesmo os poucos que dispõem de celulares (um número estimado em 4 milhões) são sujeitos a uma forte censura da Kwangmyong, a única rede disponível no país que é controlada pelo governo e não tem conexão com a rede global.

Com sede em Massachusetts, EUA, a Recorded Future elaborou o relatório com base em dados coletados entre 1º de abril e 6 de julho deste ano, pela Team Cymru, uma empresa americana sem fins lucrativos voltada para segurança na internet.

Fontes:
The Washington Post-Not so isolated: North Korea’s elite uses Gmail, Facebook and iTunes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *